Linguagem[+]

sábado, 21 de maio de 2022

PROFECIA

 

IMAGEM FONTE INTERNET


Profecia


O que viu Dom Bosco?

    Para não dizerem que eu não faço nada, irei fazer a minha profecia: O QUE VIU DOM BOSCO. Eis:
    Quando adolescente fui estudante em um colégio Salesiano, no regime de internato, e o tempo inteiro vivíamos sob a batuta dos padres dessa Congregação Salesiana instituída pelo italiano Dom Bosco. Além do latim e outras línguas, estudávamos as matérias científicas e as de conhecimentos gerais. Dado o tempo integral, nos recreios prevaleciam os esportes e os indivíduos, em grupinhos, contavam piadas e histórias de todos os matizes. Mas, a história que mais me marcou foi a do Pecado Mortal (apelido de um menino da turma, por ser o mais carola ou beato, porém forte e valente a impor respeito, possível requisito a ser escalado pelos padres para tocar o sino nos horários determinados às nossas obrigações diárias).
    O Pecado Mortal, de olhos azuis incisivos e penetrantes, qual nome germânico não recordo, contava-nos que em um dos sonhos proféticos de Dom Bosco apareceu-lhe certo anjo representado em rapaz moderno muito elegante e educado que o conduziu, em sonho, por toda a América do Sul, entrando pelo Extremo Sul da Patagônia e subindo em direção à linha do Equador. Detiveram-se, porém, no Planalto Central do Brasil, quando lhe disse o moço – esta é a terra prometida como a Capital do Mundo para onde Deus mandará um Anjo Guerreiro, não sendo Miguel Arcanjo, o qual com sua espada consagrada baterá no chão e dele brotará mel para suprir as Nações da Terra que o solicitarem ao Brasil!
    Coincidentemente, na época em que ouvimos tal história estavam construindo Brasília em pleno Planalto Central do Brasil, hoje Capital Federal; e o menino narrador dizia-nos ter ouvido de nosso confessor, um padre alemão, velhinho, que na Segunda Guerra Mundial serviu como capelão no Exército nazista, que o lugar profetizado por Dom Bosco seria Brasília. Aquela história calou fundo na memória deste adolescente envelhecido, tanto, que nunca a esqueci. O tempo passou e a historinha da carochinha ou do Pecado Mortal ficou-me ridicularizada em lugar modesto do cérebro.
    Agora, acendeu-me o sinal de alerta. Depois de lembrar que Deus é brasileiro, segundo à crença, e de um jogador de futebol confirmar que jogou na terra de Jesus, Belém (do Pará), li uma crônica que dizia ser o Brasil o país dos homens deslumbrantes. Aqueles que por seus encantamentos deslumbram o mundo. Isso, desde os indígenas componentes da formação do Exército Brasileiro, que por seus atos de bravuras pasmaram o mundo. Vem depois, José Bonifácio, estadista, poeta e conselheiro do Príncipe Regente no Brasil Império. Dom Pedro II, um intelectual de escol que deslumbrou os quatro cantos da Terra; Barão do Rio Branco, diplomata – indivíduo que negociou as demarcações de nossas fronteiras, amigavelmente, com os vizinhos, sem conflito algum; Rui Barbosa, o intelectual paraibano que sustentou, em língua inglesa, na Corte Internacional de Haia, a tese da força da lei prevalecer sobre o direito da força, e venceu em favor do Brasil, com a tese da força da lei. Também, Osvaldo Aranha, ex-presidente da ONU – estadista maior que em assunto espinhoso prevaleceu o seu conceito de direito, mediando conflitos entre povos e criando o Território de Israel; o padre voador Bartolomeu de Gusmão e Alberto Santos Dumont, dois inventores extraordinários, cada um no seu tempo. Para pessoas da minha época exemplifico com os astros brasileiros: Aracy Moebius de Carvalho Guimarães Rosa, meu inesquecível ídolo paranaense – o Anjo de Hamburgo, heroína que durante a segunda Guerra Mundial conseguiu salvar diversos Judeus das garras nazistas e encaminhá-los para o Brasil, Pátria acolhedora; Tom Jobim, compondo músicas a deixar os estrangeiros com água na boca; Pelé que encantou o mundo do esporte; Fittipaldi e Ayrton Sena, dois ases do volante que deixaram o mundo de boca aberta. Grandes foram esses brasileiros que encantaram o mundo e que orgulham a Nação Brasileira por suas competências e altivez.
    – E, o sonho, amigo?
    – Ah, o sonho...
    Comecei a pensar no maluco de relho em punho e erguido imitando Cristo, a expulsar os vendilhões do templo. Não vou dar o nome do messias para não me comprometer, mas o sargentão, casca-grossa ou pelo duro, não teme o diabo tal a São Miguel Arcanjo que o derribou. Já imaginaram se o maluco vence o capeta e bota o feio de acne mandando em São Paulo? São Pedro há de olhar lá de cima e não crer. E se o feio fizer bonito e tomar o lugar do maluco nas próximas de 2025?... Irá jorrar mel em Brasília – venda de alimentos para o resto do mundo, visto que o país dos irmãos do norte, dado o atual presidente que tem, está crescendo como cola de cavalo; os de olhos fechados que começaram a abri-los agora, já comem da mão do Brasil... E, guerra nuclear, já era. Os homens estão chegando para abortar qualquer tentativa nesse sentido que desestabilize o nosso sistema solar; para que não interfira no equilíbrio do sistema estelar deles. A minha profecia é que temos o maluco, do qual daqui a algum tempo, dirão ter sido ele o redentor que plantou para, em época futura estar o Brasil a alimentar o Planeta Terra. E agora, dada a alta demanda de alimentos no mundo, com a FAO solicitando que o Brasil produza-os mais; e com Elon Musk no seu foguete espacial na cauda do Brasil, quem sabe se o país decolará rumo ao desenvolvimento pleno. E, o maluco, será o redentor?

Duzentos anos de Independência - Hino
(presente enviado por meu dileto amigo Maestro Zezinho)

59 comentários:

  1. Li, gostei, mas não faço futurologia por isso fico-me por aqui.
    abraço, saúde e bom domingo

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante de se ler!!
    -
    Recebam com carinho ...

    Beijos, e um excelente Domingo.

    ResponderExcluir
  3. Me gusto esta profecía que nos dejas y sin conocer la producción agrícola y ganadera de Brasil creo que por extensión y respetando la selva autentico pulmón del planeta podría ser una potencia alimentaria.
    Yo aunque no estudie en colegios salesianos ni religiosos en mis estudios medios tuve como patrón a San Juan Bosco que por entonces era patrón de los que estudiábamos formación profesional.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  4. Deslumbrante crónica, que me confirma que o Brasil tem gente deslumbrante e bem humorada que eu admiro profundamente.
    Gostei de começo a fim!
    Obrigada pela visita e meus desejos de uma boa semana.
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante, gostei de ler e ficar a saber :)
    Quem sabe. quem sabe !
    Brisas doces **

    ResponderExcluir
  6. Pois que corra o mel e, já agora também, leite. Leite e mel, para nutrir o mundo, que bem precisa!

    Abraços, amigo! Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  7. Olá, meu caro amigo Laerte, como não gostar dessa crônica histórica, se com ela pude rever vários tópicos e personagens de nossa História? Os fatos aqui narrados, muito deles estão registrados na História, levaram-me de volta aos bancos escolares, em especial ao colégio D. Pedro II, de Blumenau, em especial nas aulas de História, tempo muito bom para ser recordado. Além da crônica, escrita num misto de leveza e sobriedade, ainda partilhas com um belo vídeo com um dos mais importantes Hinos.
    Parabéns pela crônica, poeta e cronista com por esse tema tão bem escrito sobre essa profecia.
    Um grande abraço e uma boa semana, Laerte!

    ResponderExcluir
  8. Excelente crónica.
    Não acredito muito em profecias, mas se elas forem positivas, sempre nos dá mais algum alento ao olharmos para o futuro.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Gostei de saber factos e pessoas importantes do Brasil :) Boa história serve para refletir, sem dúvida.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Olá, Laerte, tenho de rir, amigo, eu faço muitas profecias! Virou mania, e há muitos anos, coisa esquisita, mas faz parte do espírito brasileiro, do humor brasileiro! Achei uma bela crônica, parte de nossa História aí está. Mas essa do Cristo expulsando... e o cara de gravata!!! rsssss muito criativa, e já pensei uma porção de coisas, no nosso Congresso e outras "piadas" mais.
    Muito bom te ver navegar pelas crônicas.
    Mas te digo que o vídeo me emocionou, achamos e falamos das coisas do nosso país, o lado escuro, mas quando ouvimos as nossas raízes se manifestarem, desandamos... Mas assim somos nós, pegamos pesado, mas também vivemos emoções!
    Uma boa semana aí nessa ilha maravilhosa!
    Beijos e abraços pra vocês!!!

    ResponderExcluir
  11. Querido, Laerte!
    Que bela crônica, gostei do começo ao fim e que bom lembrar dos personagens importantes do nosso país.
    Amei!
    Agradeço a visita e belissimo comentário em minha página.

    Aqui deixo meus desejos de boa semana.
    Um forte abraço

    ResponderExcluir
  12. Boa Tarde Laerte
    Um crónica muito interessante de ler.
    Gostei bastante !
    Boa semana com muita saúde e harmonia.
    Muito obrigada pela sua visita ao meu Maresias e comentário que muito me agradou.
    Um Beijo
    :)

    ResponderExcluir
  13. Gosto das suas publicações. Pensar faz bem e rir também.
    Muito grata pelo estimulo que deixou no meu blogue. Voltarei!
    Abrço amigo..

    ResponderExcluir
  14. Às vezes também acho que fazia falta Jesus Cristo voltar à Terra.
    Abraço a de amizade.
    Juvenal Nunes

    ResponderExcluir
  15. Laerte, que crónica divertida, repleta de patriotismo e bom humor!
    Essa religiosidade tacanha dos colégios do séc. passado, só quem a conheceu, consegue realmente avaliar.
    Normalmente, quem ''da morte se liberta'', parafraseando Camões, é gente com talento; a pura ambição não molda nem heróis, nem vencedores...
    Quanto a sonhos, um dos nossos poetas maiores, de formação científica, ensinou-nos que «o sonho comanda vida»...
    Quem sabe?!
    Também já sonhei tantas vezes com o sucesso económico do Brasil!
    Uma delas, na altura que descobriram o petróleo...
    Tendes, de facto, uma carência de líderes fortes e altruístas que se disponham a enfrentar o ''mundinho'' da política.
    Gostei de o ler e saber que anda bem disposto.
    Saúde e dias agradáveis, apesar do frio. Abraço cordial.
    ~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  16. Já eu tenho uma visão mais desencantada. Temos aqui a mania de grandeza, esse orgulho de não sei o que. Dizemos que Deus é brasileiro, chamamos a terra brasilis de o gigante adormecido, pátria das chuteiras, só isso. Eu já acho que é uma grande pátria melhorada. Li e aprovei seu comentário. Obrigado meu amigo pela gentil visita.

    ResponderExcluir
  17. Olá, querido amigo Laerte!
    Desta vez é apenas para deixar um beijo de agradecimento pelo lindo comentário poético deixado no Pétalas. Voltarei.
    Beijo, feliz fim-de-semana.

    ResponderExcluir
  18. Olá Laerte!

    Que venha a abundância, O Brasil tem toda capacidade de ser uma potencia mundial.
    Desejo-lhe uma semana repleta de luz
    Abraços loiva

    ResponderExcluir
  19. Bom dia Laerte,
    Uma excelente narrativa que gostei imenso de ler e que oferece uma grande reflexão.
    Obrigada e um ótimo fim se semana.
    Ailime

    ResponderExcluir
  20. Grande criatividade demonstrada no vídeo.

    De coração, desejo que o Brasil encontre seu caminho de progresso.

    Meu amigo, abraço de bom fim de semana :)

    ResponderExcluir
  21. Que o Brasil encontre o seu rumo! Um texto muito criativo, alegoria da sua visão sobre o presente. Beijo

    ResponderExcluir
  22. Que a profecia a se realizar seja sempre a da justiça e vida digna para todos, amém...! Bonitos os seus textos, sempre nos trazendo informações de uma forma suave e lúdica. Feliz semana!

    ResponderExcluir
  23. Ah , mas gostei muito da narrativa , caro poeta. Personagens encantadores desde o Brasil nascente aos dias de hoje . Creio 100% nas profecias. E que o "maluco" possa não ser o "redentor" , mas o que teve a coragem é hombridade e patriotismo de quebrar paradigmas sombrios e escravizantes pra abrir caminho pra uma nova Era de paz, trabalho, liberdade e grande desenvolvimento. E não será com o apoio do petróleo, mas do AGRO .
    Parabéns poeta, adorei. Beijo patriota.

    ResponderExcluir
  24. Olá. Vim retribuir a sua visita ao meu blog e aproveito para ficar já a seguir o seu. Gostei muito da sua escrita.
    Abraço
    Coisas de Feltro

    ResponderExcluir
  25. Interesante relato sin ninguna duda. Son situaciones vividas por lo que veo y que te llevan de la mano a desarrollar todas esas conjeturas. Que tengas días de paz y bienestar, es todo lo que te deseo. Gracias por tus amables palabras dejadas en mi blog.

    ResponderExcluir
  26. Ls cronica me gusta pues tiene su humor y su fe y se nutre de eventos pasados, mítica y leyenda y hechos actuales. Un abrazo. Carlos

    ResponderExcluir
  27. viu Don Bosco , esta entretenido , y plagado de emotivos matices que le hacen agil su lectura de la que se extrae un brillante ejemplo de la vida ...enhorabuena Silo Lirico , te mando mis afectos , luz y mucha paz para este fin de de semana , querido amigo .jr.

    ResponderExcluir
  28. Que venha a abundância brasileira, com grandes produções cerealíferas... mas se o custo de tão grandes áreas cultivadas, fôr o derrube da Amazónia... o clima mudará... e talvez deixe de se conseguir plantar no longo prazo... se se tornar quente que nem Savana Africana, sem humidade... pois cereal não gera a mesma humidade de floresta amazónica. Estimo que alguém da presidência, tenha frequentado aulas de geografia... para ter noção, do que as opções no presente, podem acarretar no futuro do país, em termos climáticos... cujas alterações também por aí estão já ocorrendo... frio de enregelar em pleno Rio de Janeiro, que não lembra a ninguém... barragens não aguentando mais chuvas diluvianas... e fenómenos extremos que cada vez ocorrem sem avisar em qualquer ponto do globo...
    O mundo já nos está apresentando a todos uma pesada factura do último século de actividade humana e respectiva inconsciência continuada... pelo que faço votos de que as presentes opções, não apressem tal processo, se não forem as mais acertadas, do ponto de vista climático... que mais desafios tenderá a proporcionar!
    Adorei o seu notável texto, Laerte, que traçou uma incrível retrospectiva, de tanta gente de valor, nas mais diversas áreas!
    Que a classe política do Brasil, redescubra gente de valor, para os cargos mais representativos... e cada vez de maior importância, perante os desafios que presente e futuro, irão colocar...
    Maravilhoso esse hino, Laerte! Grata por mais uma notável publicação, que foi um gosto apreciar... e sobre ela reflectir!
    Um grande abraço! Bom final de domingo e votos de um excelente mês de Junho!
    Ana

    ResponderExcluir
  29. Que comentário lógico e realista sob todos os aspectos geo-científicos, geodésicos e astronômicos. Felizmente o Brasil está em tratativas com a SpaceX para aquisição de satélite estacionado sobre a Amazônia Brasileira monitorando-a, bem como as fronteiras, permanente e plenamente, com imagens abertas ao mundo a que possamos fiscalizar juntos para que quando necessário for, as Forças Armadas Brasileiras abortarem ameaças internas ou externas. Gratidão, Ana. Abraço fraterno. Laerte.

    ResponderExcluir
  30. Eu comentei esta sua excelente crónica há dias, mas não vejo as palavras que na altura deixei. Terão ido para o spam do blogue ou não terão chegado a qualquer destino...

    Só a História dirá quem foi bom ou mau para o Brasil. Julgamentos em cima do acontecimento tendem a ser feitos com o coração e não com a razão.
    Tenho as minhas preferências, mas o futuro a Deus pertence. Para além disso, como não voto nem sou "opinion maker", apenas desejo que a próxima escolha seja a melhor para o povo brasileiro.

    Boa semana, caro Laerte.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente o mundo radicalizou à esquerda; a virtude está no meio e é o que se faz ausente na ideologização brasileira, amigo Jaime. A esquerda ganhou bastante terreno com sua doutrinação insistente com apoio, inclusive do clero da santa e amada Igreja Católica Romana existente em solo brasileiro e externos territórios. Mas como Deus é brasileiro e está acima do Papa argentino...

      Excluir
  31. Olá Laerte
    Amei sua visita lá no meu blog
    Amo dom Bosco e os salesianos
    Abraço e boa semana...

    ResponderExcluir
  32. Muchas gracias por tu visita tan amable y tu comentario.
    Ha sido muy agradable llegar hasta aquí y leer tu estupenda e interesante crónica.
    El vídeo es fantástico.
    Un placer visitarte.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  33. De facto com diz o primeiro comentário não faço futurologia
    ☺️

    ResponderExcluir
  34. Laerte, que crônica que me prendeu a atenção, amei ler e em complementação li o comentário de Ana Freire e sua resposta à ela me fez perceber como é bom poder ler, pensar, refletir e desejar que tudo possa melhorar, o Brasil é rico e abençoado, nesse sentido gosto de ouvir, ler e até crer que " Deus é brasileiro"!
    Sempre aprendo muito lendo aqui!
    Abraços apertados e obrigada pelas gentis palavras em um dos meus espaços!

    ResponderExcluir
  35. Caro Laerte
    Uma das suas mais belas Crónicas. Fiquei deslumbrada! E de certeza que faz parte desses filhos dilectos do Brasil. Texto escorreito, pleno de humor, de informação, ligando o passado ao presente com a nomeação de figuras que nos deram tantas alegrias
    e que ficaram na História. No presente, já se sabe, há que desenvolver façanha tamanha, hercúlea, que permita afugentar esses vendilhões do tempo.
    Continuação de boa semana, meu amiga.
    Abraço
    Olinda

    ResponderExcluir
  36. Adorei ouvir o Hino.
    O acompanhamento com ritmos do dia-a-dia.
    Lindo!
    Abraço

    ResponderExcluir
  37. Muito interessante a sua crônica, Laerte.
    Gostei imensamente da sua gentil visitinha e participação na brincadeira.
    Seja, sempre, muito bem vindo!
    Um carinhoso abraço
    Verena.

    ResponderExcluir
  38. Boa tarde, Laerte
    É, quem sabe? Todas as nações do mundo transportam consigo um potencial enorme, que devido a circunstâncias várias, tarda em se cumprir. Mas pode ser que o Brasil cumpra o seu ideal. Até Portugal, como cantava o poeta😀
    Belo texto! Parabéns, e beijinhos:)

    ResponderExcluir
  39. Bom dia de paz, Laerte!
    Em primeiro lugar, agradeço a gentileza das suas visitas enriquecendo meus posts com suas poéticas palavras de atenção.
    Meu pai estudou com os Salesianos. Gosto deles.
    Não vou tornar a repetir palavras dos amigos acima que já expuseram muito bem as questões nacionais nossas.
    Inclusive os que são de outros países vêem mais claramente soluções viáveis do que muito dos nossos.
    Quanto ao Hino, adorava cantá-los, saboreando a letra, não me esqueço até hoje de todos.
    Em homenagens cívicas, me emociono muito ainda. Creio que o patriotismo de antes não está mais sendo incutido nos meninos contemporâneos.
    Uma lástima!
    Salve a pátria amada hoje e sempre!
    Que Deus nos livre dos" vendilhões"!
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  40. Meu caro Laerte,
    Sendo Mestre em Filosofia, dou a mão à palmatória, no que tange sermos nós filósofos fãs de fazer uma boa profecia. 😄😄😄
    Já, como jornalista, digo que tua crônica histórica, hierática e com requintes de diplomacia, está envolta na realidade de quem estudou em um colégio de ensino religioso, pois, também estudei em uma tradicional escola de ensino religioso (em tempo integral) e nunca foi moleza “entender se o redentor maluco venceria o capeta”.
    Uma boa continuidade de semana e um abraço rotário.

    ResponderExcluir
  41. Passei para ver as novidades.
    Aproveito para lhe desejar a continuação de uma boa semana, caro Laerte.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  42. Olá, Laerte
    Gostei imenso de ler esta sua crónica, com a qual aumentei bastante os meus conhecimentos. Na verdade ignorava bastantes coisas que aqui estão explicadas. Obrigada por isso.
    Também eu estudei num colégio de freiras, espanholas, e lembro-me bem da religiosidade que nos era imposta de manhã até à noite.
    Apesar de tudo... eram bons tempos :)

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  43. Gostei do texto. Haja alguém de pêlo na venta que ponha rumo na coisa, quero dizer, no mundo. Isto anda pelas ruas da amargura por todo o lado.

    Beijinhos e tudo de muito bom!

    ResponderExcluir
  44. Boa noite, Laerte!

    Uma crônica que nos acolhe em história, memória e esperança para além das "raposinhas" na caminhada com mais ou menos obstáculos.

    Agradeço pela visita e comentário em meu Blog. És muito bem vindo.

    Abraço.

    Renata

    ResponderExcluir
  45. Boa tarde meu querido amigo. Parabéns pelo seu excelente trabalho e texto. Aproveito para desejar um bom início de semana.

    ResponderExcluir
  46. Passei por aqui de novo, mas não há novas "profecias"...
    Aproveito para lhe desejar uma boa semana, caro Laerte.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  47. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  48. Gostei muito de ler o texto. O HINO é, sem dúvida, lindo de ouvir.
    .
    Cumprimentos poéticos.
    .

    ResponderExcluir
  49. Salve, amigo! Eu também estudei Língua Latina e cantei hinos... Muito bom seu texto, como sempre. Abraços e ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  50. Uma publicação deliciosa de se ler!
    De lembranças de uma vida!
    Continuação de uma noite abençoada!
    Beijinhos!
    🌷🌷🌷Megy Maia

    ResponderExcluir
  51. Está tudo bem, Laerte?
    Então, quando teremos a graça da sua pena?!
    Talvez aprecie a minha presente publicação...
    Que o inverno lhe seja leve e aconchegante. Um abraço amigo.
    ~~~~~

    ResponderExcluir