Linguagem[+]

segunda-feira, 6 de maio de 2019

NOSSO ARTISTA MAIOR, RODRIGO DE HARO COMEMORA HOJE 80 ANOS - PARABÉNS!


O grande artista florianopolitano nascido em Paris, Rodrigo de Haro, comemora hoje o seu octogésimo ano de existência e arte. Sim, de arte, pois nasceu no meio efervescente da arte pictórica; filho do renomado artista Martinho de Haro, que sendo ganhador de prêmio em concurso para estágio em pintura, o catarinense foi aperfeiçoar seus conhecimentos na França e durante esse período  nasceu Rodrigo, que além de excelente pintor é também poeta e escritor, titular da Cadeira 35 da Academia Catarinense de Letras, com diversas obras literárias editadas.
Para homenagear esse artista multifacetado, meu fraterno amigo, compus um pequeno poema que aqui publico. Exponho também, com sua permissão, algumas imagens das obras do mestre, as quais tive o privilégio de acompanhar as produções quando o visitava em sua residência e ateliê – obras ainda não completamente prontas, mas em estágio final de acabamento, portanto antes da assinatura do artista. Espero que gostem.



RODRIGO DE HARO
Autor: Laerte Tavares

Almas de artistas têm luzes fulgentes
De ondas que brilham em universo raro!
E tu, Rodrigo Antônio de Haro,
Tens luz na alma tal divinos entes,
Para criar obras tão excelentes
À humanidade. Tuas lavras são
De um encantamento tão mágico quão
A tua alma de beleza tanta
Quanto a nobreza do ser que encanta
Pela doçura do teu coração.

Triunfal, chegas aos oitenta anos
Com um arsenal em obras de arte pura,
Quer pictórica, de literatura,
Em imagens ternas de luzes e arcanos
Que reafirmam teus dotes humanos
Alicerçados  na iluminação
De um assinalado, como os santos são.
Tens a aura áurea mística e mista
De ente divino e do humano humanista
Com alma augusta e doce coração.

Aqui registro nossos cumprimentos
E gratidão pela tua partilha
Inestimável a nós, ao mundo, à ilha,
Em cabedal sublime de elementos
Que ao panteon da glória têm assentos,
A enaltecer tua vida e memória,
Cuja existência marca a nossa história.
Muito obrigado, Rodrigo de Haro!
Dentre imortais és imortal preclaro
Pela notoriedade tão notória!













50 comentários:

  1. Sin duda un gran artista en lo que se refiere a la pintura según las obras que aquí expones llenas de luz y color.
    Tu poema una preciosidad dando a conocer su arte y su personalidad amable.
    Un homenaje muy hermoso que me ha encantado leer.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  2. Lindíssimo poema, tens a alma tão grande quanto a do artista que homenageias, pois sempre digo, a sensibilidade da alma do que homenageia é tão ou quiça até mais sublime que a do homenageado, mas aqui provas que tens sabedoria e cultura para reconhecer o valor do amigo aniversariante!
    Deixo aqui duplo parabéns, à ele, o imortal Rodrigo de Haro e à você, amigo poeta Laerte!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  3. Ah, as pinturas são magníficas!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns ao artista. Os quadros são lindos. Gostei de ler o seu poema-homenagem.
    Abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  5. A alma poética do poeta acompanha o texto irónico do pintor . E como que num impulso , uma ode à amizade , ao talento e à cor .
    Muitos parabéns , Laerte , pela sensibilidade poética em todo o seu fulgor
    Beijinho
    Bem-vindo, sempre !🌺

    ResponderExcluir
  6. Bonita homenagem a um grande artista.
    Abraço

    ResponderExcluir
  7. Linda homenagem.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Pinturas maravilhosas. Bem criativas. Gostei bastante.
    Depois de um tempinho ausente cá estou de volta.
    Uma boa noite e uma excelente semana!

    ResponderExcluir
  9. Confesso que não conhecia.
    E gostei muito de conhecer.
    Aquele abraço

    ResponderExcluir
  10. Excelentes pinturas, (agradecemos a partilha), e damos os parabéns por mais esta bela homenagem em verso a esse amigo e conceituado artista!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Laerte!
    Passei para agradecer as palavras e abraço fraterno deixado no meu Rol de Leituras. Como conseguiu o poeta ler o coração de uma mãe?Muito obrigada!
    Ainda bem que passei pois me encantei com esta linda e sentida homenagem a Rodrigo de Halo.
    São lindas as obras aqui mostradas. São lindos os versos do poeta.
    Abraço, meu amigo.

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde Laerte,
    Um poema de excelência em homenagem ao seu talentoso Amigo!
    Os meus Parabéns!
    Quero também agradecer-lhe o seu comentário tão poético no meu blogue.
    Abraço,
    Ailime

    ResponderExcluir
  13. Lindas obras, belíssima homenagem!

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Laerte ,
    venho agradecer a sua visita e poema .

    Um abraço ,
    Maria

    ResponderExcluir
  15. Belíssimo post!
    Gosto muito de pintura.

    Quando me visitou viu uma postagem sobre o Alentejo num dos meus blogues, mas eu tenho 4

    Amigo Laerte, bela homenagem, os quadros são lindos.
    Gostei de ler o seu poema-homenagem.
    Apreciei:
    E tu, Rodrigo Antônio de Haro,
    Tens luz na alma para criar obras tão excelentes
    À humanidade.

    Caso queira ver os outros meus blogues
    pode espreitar aqui:

    http://pensamentosimagens.blogspot.com/

    e, aqui:
    http://tempolivremundo.blogspot.com/

    Um abraço da Tulipa

    ResponderExcluir
  16. Olá, amigo Laerte!
    Beleza de postagem em que homenageia seu amigo, Rodrigo de Haro, com este poema encantador.
    As pinturas do artista são também encantadoras como teus versos, parabenizo ambos!
    Um abraço, deste Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  17. A poesia e a pintura num casamento perfeito em jeito de homenagem.
    A poesia nasce de todos os poros da tua pele.

    Parabéns, Laerte! As telas merecem!

    Beijinho.

    .

    ResponderExcluir
  18. Caro amigo
    Como gostei de ler e ouvir o poema que compôs para homenagear tão grande artista!
    Obrigada por me dar a conhecer uma figura de proa no universo artístico brasileiro: bem haja por mostrar tão belos quadros.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderExcluir
  19. Linda homenagem a um artista extraordinário.
    Bom fim de semana
    Um abraço
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  20. Ochenta años de vida, y la mayor parte de ella, dedicada a la pintura, por el maestro Rodrigo de haro, demuestran su vocación por arte imprescindible para el goce de quienes somos sensibles a él. Lo que nos dejas ver en tu entrada, apreciado amigo, Laertes, infiere que el maestro de Haro, ha tenido varias etapas en su quehacer pictórico, donde se observa el manejo de los colores que le apuestan en una de sus fases al colorido de relieve de la figura y objetos, y en otros colores planos. Sus bodegones, van más allá de lo académico. Tinen un sentimiento, y un sentido del espacio que ocupan. En cuanto a tu poema, se nota el sentimiento de amistad y admiración por el octogenario pintor, que es una delicia observar sus pinturas, porque no son agnósicas, ellas dicen desde el valor de la pintura y la vida. UN abrazo grande. Carlos

    ResponderExcluir
  21. Caro Laerte

    Não conhecia este poeta/artista multifacetado Adorei o seu poema e as obras aqui expostas. Obrigada.

    Abraço

    Olinda

    ResponderExcluir
  22. Não conhecia este poeta/artista, que bela homenagem você fez. Teus versos perfeitos e belos que enaltecem este grande artista, pois os quadros que vi aqui são realmente muito belos. Imagino quão belos serão os poemas de Rodrigo Antonio de Haro. Agora quero te agradecer o poema que colocou como comentário. Já publiquei a interação pois é um belo poema e não deve ficar só nos comentários. Obrigada meu amigo, abraços

    ResponderExcluir
  23. Belas obras do pintor e poeta Rodrigo de Haro, e tua bela homenagem é mais do que merecida, Laerte! Show de postagem, meu amigo! Parabéns a Rodrigo de Haro pelo seu aniversário!
    Grande abraço e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  24. Um poema muito belo de homenagem a Rodrigo de Haro, artista a quem envio os meus parabéns atrasados. Não o conhecia e gostei imenso das pinturas. Obrigada por divulgar.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  25. O belo poema fez jus às belas obras, ambos lindos, parabéns aos dois!
    Abraço, Laerte!

    ResponderExcluir
  26. Estimado Laerte.
    Os meus parabéns ao seu venerável e dotado amigo.
    Para ambos, saúde e muitas felicidades.
    Numm poema tocante, porque traduz um sentimento muito nobre,
    toda a arte de poetizar em corretíssima Língua Portuguesa...
    Gostei muito de sentir e apreciar a sua voz, agora já
    o conheço melhor.

    Compus no meu A Vivenciar, uma homenagem simples às mães
    brasileiras, talvez goste de apreiar...
    O seu parecer é sempre importante.

    Dias bons, plenos e harmoniosos.
    Abraço, Amigo.
    ~~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estive a ler os seus haicais...
      Temos conceitos muito diferentes...
      Tudo o que é haicai, no ocidente é mistifório de culturas.
      No entanto, 17 sons, correspondem, sem dúvida, a 17 sílabas fonéticas...
      É um sopro, não tem nada de cantante...
      Tudo bom.
      Beijo
      ~~~

      Excluir
    2. Queria dizer,
      17 sons, correspondem, sem dúvida, a 17 sílabas poéticas.
      É um sopro efémero...

      Excluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Queridos leitores,
    convidamos-vos a ler o capítulo final do nosso conto escrito a várias mãos "Ecos de Mentes".
    https://contospartilhados.blogspot.com/2019/05/ecos-de-mentes-capitulo-14-final.html

    Bem hajam por todo o vosso acompanhamento e comentários.
    Saudações literárias!

    ResponderExcluir

  29. Olá amigo Laerte
    fiquei muito emocionada
    com os versos que aqui chegaram
    à nossa terrinha amada!

    E para nesta quadra não nos falte
    a rima de que português tem brio
    por muito que tenhamos p'la frente
    seja mar, ou seja rio,
    ninguém nos pode impedir
    de poetar ao desafio!


    abraço grande :)
    Angela

    Laerte, aqui vão os grandes da arte:
    https://www.youtube.com/watch?v=uG7i0_4Ba8g
    https://www.youtube.com/watch?v=E66akJUmEZc
    e tantos:
    https://www.youtube.com/watch?v=EKFRnMYrcww
    e em ritmos açorianos:
    https://www.youtube.com/watch?v=mWgi1J92qMg

    ResponderExcluir
  30. Fantástica partilha, artística, esta.
    Inspirado na bela Arte pictórica de Rodrigo Antônio de Haro _ cuja existência e obra eu, cultural ignorante, desconhecia _ o estimado amigo Laerte, como seu admirável apanágio, fez bela Arte poética, dedicada.
    Já seria e é por si só um privilégio ter conhecimento da existência deste "Silo Lírico" e mais privilégio ainda ter acesso a aqui poder comentar. Mas, então ter o privilégio dos liricamente inspirados comentários do estimado amigo Laerte, lá no meu humilde espaço virtual (blogue) próprio é algo que há partida eu sequer poderia imaginar e pelo que estou muito honrosa e mesmo impagavelmente grato.
    Parabéns e obrigado, por tudo
    Humilde e fraterno abraço
    VB

    ResponderExcluir
  31. A arte deve ser realçada
    Como esta bem descrita
    Na pessoa homenageada
    E no talento que o habita.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  32. Um poema muito apropriado a quem se dirige - Rodrigo de Haro. E é este, entre outros, o mérito das redes virtuais (ditas sociais): dar a conhecer o que de importante e interessante se cria longe de nós. Senti nas pinturas do artista qualquer coisa de inebriante e atractivo, não só pela profusão das cores, estilisticamente conjugadas com mestria, mas também o traço que prende o olhar, pela modo como arquitecta e tece o conceito que nos é transmitido pelas imagens. Convém confessar, desde já, que não sou entendido em pintura.
    Resta-me agradecer a sua visita, Laerte, e, a propósito, dizer-lhe quanto me divertiu o seu sentido de humor, quando refere o "test drive".
    Um abraço e um muito bom fim-de-semana.

    ResponderExcluir
  33. Boa noite.
    Almas de artistas têm luzes fulgentes
    De ondas que brilham em universo raro!
    É uma verdade.
    Retribuindo a sua visita em meu blog, tenha um bom fim de semana Silo Lírico.

    ResponderExcluir
  34. Presto vênia sentida a tão nobre mérito e reconhecida atividade, ao valor aqui ilustrado; do homenageante ao homenageado!
    Abraço

    ResponderExcluir
  35. Homenageou muito bem os 80 anos desse grande artista Rodrigo de Haro!
    As pinturas são lindissimas.
    Abraço. Continuação de excelente semana.

    ResponderExcluir
  36. Grande homenagem ao amigo.
    Que belas penduras.
    Parabéns pra voce e pra ele.
    Bjs

    ResponderExcluir
  37. Olá amigo, lindo poema homenagem que adorei. As pinturas são lindas. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  38. Ei Laerte,
    Linda homenagem e
    maravilhosas imagens.
    Sua publicação enche meu coração
    de alegria e meus olhos de belas
    visões.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  39. Venho aqui dizer-lhe, meu Amigo que eu fiquei contente com a atribuição do Prémio Camões ao Chico Buarque. Naquilo que pude ver na imprensa penso que os portugueses também gostaram. Afinal o Chico faz parte do nosso imaginário musical e poético e isso também é cultura que merece ser premiada.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  40. Magnífica homenagem através do seu excelente poema e das belas pinturas que nos mostrou do seu amigo Rodrigo.
    Caro Laerte, um bom fim de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  41. Fiquei maravilhado com a arte que plasma este artista. Bem merece uma homenagem assim.
    Que uma pessoa com essa idade logre obras assim é meritório.
    Abraços de vida

    ResponderExcluir
  42. Belíssimo poema! E bem merecido, por tão bela obra!
    Parabéns aos dois, mestres e artistas fabulosos!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  43. Gostei de reler as suas magníficas palavras poéticas.
    Caro Laerte, tenha um bom fim de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  44. Mais uma vez digo que aprendo muito aqui e por isso tenho que te visitar mais vezes. Apesar de ter vivido no Brasil, desconhecia por completo este artista e adorei ver os seus lindos quadros. Como já e costume, um belo poema homenageando este Grande Senhor. Parabéns aos dois e obrigada! Um abraço, querido amigo
    Emília

    ResponderExcluir
  45. Maravilhosa homenagem poética, Laerte, a um extraordinário artista, que adorei ficar a conhecer, através desta sua magnífica publicação! Merecidíssima homenagem!... E grata pela partilha de tão notável autor, em várias vertentes artísticas...
    Beijinho
    Ana

    ResponderExcluir