Linguagem[+]

segunda-feira, 22 de abril de 2019

DUCENTÉSIMO SEXAGÉSIMO ANIVERSÁRIO DA CAPELINHA DE SÃO JOÃO BATISTA DE ARMAÇÃO DO ITAPOCORÓY


Obra de Rodrigo de Haro no livro Canoa, Ventos e Mares


Rendamos homenagens à Capela de São João Batista de Armação do Itapocoróy, pelo transcurso de mais um aniversário a somar-se aos seus duzentos e cinquenta e nove anos!


Foto: João Afonso Martins 2019

É impossível falar da Capela de São João Batista sem comentar as magníficas festas  de junho do padroeiro “São João e São Pedro” patrono dos pescadores. Também não é possível falar das festas sem lembrar da saudosa e extraordinária figura do senhor Milton Fonseca, o promotor incansável dos eventos, não media esforços para viajar às suas expensas e promover os preparativos às realizações das festividades. Era o tenente Fonseca expedicionário, com uma equipe de voluntários, quem levava esses acontecimentos aos píncaros da fama e glória, com repercussões na região inteira e no “além-mar de nossa praia”: Santos, SP, onde os filhos de Armação, intrépidos homens do mar, e excelentes marinheiros, representavam os mais famosos e melhores mestres de pesca do Brasil, na metade do século XX.
Também, falar da capelinha sem mencionar o seu Tiago da dona Doca violeira e cartomante, seria um desrespeito à história do meu tempo de infância. Seu Tiago chegava cedo à igreja para tocar os três sinais de sino, antes do ofício. Ao mesmo tempo, aparecia o seu Teodoro Mariano, quem comandava a ronqueira, um tipo de canhãozinho em ferro fundido municiado com um fio de estopim que entrava à retaguarda do obus, por orifício à câmara de explosão carregada de pólvora, pela boca. Sobre a pólvora, uma bucha de papel amassado se assentava complementada por barro, pedaços de tijolos,  cacos de telha, cerâmicas quebradas, que densamente comprimidos esses materiais, através de um tarugo de madeira martelado, davam fixação perfeita a obturar a câmara com  a pólvora comprimida e hermeticamente fechada. Quando aceso o estopim, o artilheiro afastava-se do local, deixando o petardo semienterrado onde o solo absorvia o coice da explosão ouvida à distância, a avisar os fiéis ser tempo de festa. Depois, com uma enxada, seu Teodoro cavava o terreno a procura da ronqueira que se enterrava completamente, para o próximo tiro.
Na Capela São João Batista, eu fui sacristão e aprendi com o senhor Milton Fonseca toda a linguagem, ao ritual litúrgico, em latim, idioma em que eram celebradas as missas e outros santos ofícios.  Por falta de coroinha, seu Milton era quem ajudava os celebrantes nas missas, antes de mim.


  A SECULAR CAPELINHA DE SÃO JOÃO BATISTA
DE ARMAÇÃO DO ITAPOCORÓY

Alva, ao alvor das construções caiadas,
Cor creme claro em suas aberturas,
Ela é a sublime imagem de canduras
Das virginais e doces alvoradas.
A Santa Cruz do tempo das Cruzadas
Continha aos braços símbolos da dor
De Jesus Cristo, Deus Nosso Senhor,
E frase escrita: “Salve tua alma”.
 A vertical da haste qual uma palma
Mirava o alto e dava ao céu louvor.

O nauta que a vê do mar,
Sente a água ir a declive
Beijar outeiro em aclive
Onde há um patamar
Com a capela a contemplar
Magnífica enseada
Sempre com frota ancorada,
De médias embarcações
Que bailam em saudações
A ela, ao alto situada.

E a capela olha a baía
Qual Praça do Vaticano
A cercar o oceano
Em logradouro, à homilia;
Da Barra Velha à Vigia
Faz do mar redonda praça,
Mas seu olhar a ultrapassa,  
E altivo o pousa na Penha,
Para a qual, orando, empenha
As suas bênçãos e graça.

Fanpage


Imagem de uma ronqueira


Vídeo 


30 comentários:

  1. Merecida homenagem à essa linda capelinha! Beleza de carinho pelos 259! abraços, linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Os meus parabéns pela efeméride da Capelinha, assinalada
    com todo o carinho por si.
    Gostei de conhecer um pouco da história da localidade e
    do seu envolvimento com os guardiãos dessa Casa Santa.
    O soneto que acompanha a gravura é amoroso, aliás, como
    todas as frases desta publicação.
    Hoje publiquei um soneto a respeito da Terra...
    A sua opinião é importante...
    Dias revigorados e aprazíveis.
    Abraço, Amigo.
    ~~~

    ResponderExcluir
  3. Preciosa capilla con un entorno maravilloso que vas describiendo con tus hermosos versos de homenaje.
    Un placer la lectura. Un abrazo.

    ResponderExcluir
  4. Não sendo crente, gosto de visitar capelas e igrejas
    Quem sabe um dia não visito esta?
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. O património cada vez mais em risco e a pedir protecção.
    Aquele abraço

    ResponderExcluir
  6. Que singela e grandiosa!

    Todas as bênçãos.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Laerte!
    Antes de comentar, dei uma passada na página do blog no Face Book. Fui pelo link.
    Que delicada homenagem à capelinha... e seus versos são tão bonitos e detalhados, como imagino a homenageada.
    Poderia citar outros versos que me encantaram, como os que descreve a cor, o creme claro, mas foram estes (E a capela olha a baía
    Qual Praça do Vaticano
    A cercar o oceano) os que me mais me emocionaram. Falaste da Capela como se ela fosse uma pessoa...amei!

    Quanto à história da capelinha, gostei de conhecer os guardiões, como citou a nossa amiga, Majo!
    Um abraço, meu amigo...vou colocar seu blog na minha blog roll para saber sempre das suas publicações.

    ResponderExcluir
  8. Adorei a informação :))

    Hoje:-Quando o sol brilha em desalento.

    Bjos
    Votos de uma óptima noite

    ResponderExcluir
  9. Belíssima Narrativa. Adorei.
    Continuação de Boa Páscoa
    Abraço

    ResponderExcluir
  10. Una bella capilla esta de San Juan.
    Aquí los pescadores tienen como patrona la Virgen del Carmen, claro que San Juan y San Pedro lo fueron por lo que veo lógico sean sus patronos.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  11. Linda capela!
    Gostei da homenagem. Poderia ter mais fotos, mas ficou lindo!

    ResponderExcluir
  12. Hay imágenes icónicas, que se arraigan distinguen en costumbres e idiosincrasia a los pueblos. Lo es esta arquitectónica belleza de capilla de San Juan bautistas de Itapocoroy. Por eso la razón de tus versos, que destacas en esta entrada de prosa y verso, a esta reliquia religiosa, emplazada mirando a la bahía. UN abrazo. carlos

    ResponderExcluir
  13. Amigo Laerte
    Foi com imensa alegria e comoção que li os versos lindos que me deixou, por altura do meu aniversário. É bom ter um amigo assim!
    Ao ler agora o seu texto, fico grata por me dar a conhecer tanto da história religiosa e costumes tradicionais do seu Brasil.
    Uma capela muito bonita e uma soberba descrição das festas em sua honra!
    Continuação de uma excelente semana.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderExcluir
  14. Olá, querido amigo Laerte!

    Mto obrigada por sua visita e tão bonito, mas exagerado comentário.

    O seu post vibra de emoções. É você lembrando seus tempos de infância, tal como figuras carismáticas da época desse lugar, que era belo e alegre e provavelmente ainda é, mas os tempos mudaram.

    Belo poema, não em forma de soneto, de homenagem à capelinha de S. João Batista da Armação de Itapocóroy.

    Gostei das fotos todas, mas sobretudo da ronqueira, que não conhecia.

    Abraços e dias felizes.

    ResponderExcluir
  15. É impossível falar da Capela de São João Batista sem comentar as magníficas festas de junho do padroeiro “São João e São Pedro”

    Olá, querido amigo
    Cá em Portugal também temos um mês de JUNHO cheio de festas dos Santos!

    Muito obrigada por sua visita e comentário.

    Gostei das fotos, obrigada pela partilha.

    Para quem "pensa" que não faço férias "cá dentro",
    tenho dois posts novos sobre o ALENTEJO.
    Na minha visita ao Alentejo tinha o objectivo de ver recintos megalíticos pois aquela zona é farta de monumentos megalíticos, mas... aquele que consegui mesmo ver e estar perto foi o MENIR da BULHÔA

    http://meusmomentosimples.blogspot.com/

    e

    http://momentos-perfeitos.blogspot.com/

    Beijinho, Tulipa

    ResponderExcluir
  16. Uma capela interessante e com história.
    Gostei do texto, nomeadamente do poema.
    Caro Laerte, um bom fim de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir

  17. Olá Laerte, gostei do seu carinho por essa capelinha, monumento na sua simplicidade repleto de memórias da infância, das tradições, das festas, do convívio das pessoas :)
    as energias são muito positivas !
    continuação de uma boa semana Laerte, sempre com a sua maravilhosa inspiração para as belas e poéticas palavras:)
    abraço
    Angela
    https://poesiesenportugais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Adorei ler e conhecer um pouco acerca desta Capela de S. João Baptista! No meu concelho o dia de São João é festejado a 24 de Junho que é o nosso feriado municipal! Aqui há uma grande festa com marchas populares, sardinhas na brasa, vinho! A noite de São João está associada ao amor, aos namorados e antigamente as raparigas metia sortes ao sereno, costumes engraçados para tentar adivinhar o futuro e o nome do futuro marido! Quando chegar a Junho estou a pensar em escrever uma publicação sobre isso no meu blog! Um abraço. Micaela

    ResponderExcluir
  19. Uma delicia ler estas tuas lembranças e um pouco da história da festa de São João Batista comemorada junto com a de São Pedro, muito bom voltar a estas lembranças, de uma época em que tudo parecia ser mais puro, adorei teu poema que fecha com chave de ouro ao afirmar que de lá suas emanações de fé a todos protege mesmo além mar. abraços

    ResponderExcluir
  20. Um delicioso e comovente pedaço de História. Duzentos e sessenta anos é realidade que deve ser acarinhada, como muito bem é feito neste Post.
    Parabéns pela tradição que se sabe manter.


    Abraço
    SOL

    ResponderExcluir
  21. A capelinha é bonita e a homenagem está à sua altura.
    Um detalhe, o Laerte tratou-me por duas vezes por Amélia mas eu chamo-me Elisabete (não faz mal).
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  22. Caro Laerte, não tem nada que pedir desculpas. Eu sabia que me estava a confundir com a minha amiga Amélia. Sempre que vou a Lisboa, combino sempre com ela. Conhecemo-nos através dos nossos blogues.
    Um abraço grande.

    ResponderExcluir
  23. Olá Laert. Gostei da carinhosa homenagem a capelinha de S. João Batista, em Portugal no mês de Junho também comemoramos os Santos Populares, Santo António, S. João e S. Pedro.
    Um abraço, uma excelente semana.

    ResponderExcluir
  24. Boa noite, fiquei encantada com tua interação, lembrei-me do Recanto das Letras quando interagíamos uns com os outros, agradeço de coração e agora te conto que editei a postagem colocando teu belo poema, se não gostar é só me falar que retiro. Mais uma vez obrigada pelo presente.

    ResponderExcluir
  25. Olá, gostei muito desta homenagem à capelinha de S.João Batista. Cá em Portugal em junho também o comemoramos e aqui no Porto (Portugal) temos um dia de festa extraordinário. Obrigada pela visita.

    Beijinhos
    Carla
    Blog: Guloso qb

    ResponderExcluir
  26. Venho agradecer os simpáticos versos no meu blog.
    Obrigado.
    Um abraço, continuação de boa semana.

    ResponderExcluir
  27. Caro Laerte,
    lembrei-me da maneira delicada como trata do assunto dessa capelinha como se fosse um cofre que guarda a palavra de Deus e as memórias e rituais do tempo da infância :)
    então se um dia vier a Portugal, poderá gostar de visitar a região do norte onde existem várias rotas do Românico, e as igrejinhas que as compõem construídas nos séculos XI, XII, XIII, a seguir à Reconquista :)
    https://www.youtube.com/watch?v=9yzrSfWInNI
    https://www.youtube.com/watch?v=Zc-HXjEQGks
    um tempo em que os eclesiásticos transportaram o conhecimento que existia para os séculos seguintes!

    felicidades,
    Angela

    ResponderExcluir
  28. Tengo 15 años. Nací con el VIH, mi madre falleció debido a la infección del VIH. Y lamento que nunca haya conocido al Dr. Itua. Él pudo haber curado a mi madre porque yo, como madre soltera, fue muy difícil para mi madre. Me encontré con el Dr. Itua. en línea acerca de cómo curar diferentes enfermedades en diferentes razas como el VIH / Herpes, Parkison, Asma, Copd, Epilepsia, culebrilla, herpes labial, infertilidad, síndrome de fatiga crónica, fibromialgia, hechizo de amor, cáncer de próstata, cáncer de pulmón, cáncer de mama, Cáncer de sangre, Cáncer colo-rectal, Hechizo de amor, Erección débil, Alargamiento de los senos, Alargamiento del pene, VHP, Diabetes Hepatitis incluso Cáncer Estaba tan emocionado pero asustado al mismo tiempo porque no he encontrado este tipo de artículo en línea y luego me puse en contacto con el Dr. Itua en el correo drituaherbalcenter@gmail.com/ info@drituaherbalcenter.com. También converso con él sobre la aplicación +2348149277967. Me dice cómo funciona y luego le digo que quiero proceder. Le pagué tan rápidamente. En la oficina de correos de Colorado recibí mi medicina herbal en 4/5 días hábiles. y aquí estoy viviendo saludable otra vez, puedo imaginar cómo Dios usa a los hombres para manifestar sus obras. Estoy escribiendo en todos los artículos en línea para difundir la obra divina del Dr. Itua Herbal Medicine, El es un gran hombre.

    ResponderExcluir