Linguagem[+]

sábado, 19 de fevereiro de 2022

REFLEXÕES DAS SAUDADES

 

Marcos José Konder Reis
Fonte - Itajaipedia

Poema de MKR  - A MINHA SEPULTURA


Convidado a apresentar, em prefácio, uma obra póstuma de um colega engenheiro amigo, diplomata, escritor e poeta Marcos José Konder Reis, para ser lançada no ano corrente nas comemorações ao seu centenário em nossa terra natal, Itajaí SC, dei-me conta do dinossauro que sou, fazendo-me refletir sobre a existência humana:

O TEMPO PASSSA
Autor – Laerte Tavares


O tempo passa e passando,
Um dia é dia de ir,
Mas pensemos no porvir
Do nosso plano! Até quando?


Nossa nau de pano pando
Crê em não submergir
Rumo a um porto; e a seguir
Com a gente ao timão guiando.


O importante na vida
É não pensar na saída.
Deixa pra depois de morto.


Singremos de vela erguida
Em busca de uma guarida
No tal ansiado porto!

******


    O segredo para não pensar em saída, é o amor. Amar com toda a ternura e dedicação, sentindo que vivemos loucos de prazer em amar por determinação da vida, pois nascemos do amor, pelo amor e para o amor. E Deus é Amor! Sonhar, vivenciando o doce amor que enternece, ilumina e reanima; em qualquer natural percalço, o amor nos conforta, ampara e alivia a dor. Por isso canto o amor e, por humano, canto o humano ser que amo.

TEU CORPO É POESIA
Autor – Laerte Tavares

 

Teu corpo é poesia. É sonho que me seduz.
É porto virginal, sereno e perto,
Que aportei quando ainda deserto.
Teus olhos são farol de intensa luz.


A minha nau, em sonho, me conduz
A navegar por oceano aberto,
Em rota desejada e rumo certo,
Ao porto de teus braços seminus.


O cais de atracação é a nossa cama.
Tudo se torna amor, quando se ama,
E a alma ganha luz superior.


Toco teu corpo e se acende a chama.
Todo o ardor sublime se derrama
Entre os dois corpos nus, plenos de amor.

******


    Um pouco de loucura também ajuda a sermos felizes e a não pensarmos que findamos.

NO VINHO HÁ A VERDADE
Autor – Laerte Tavares

Bebo o vinho da loucura
Erguendo bem alto a taça.
Se o tempo passa ou não passa
Postergo à data futura

Para pensar e, à altura,
O meu pensar ultrapassa
O futuro, com a graça
De uma visão baça e escura.

Depois de turvada a mente
O meu ser ébrio se sente
Semicego – um aprendiz.

E o aprendiz simplesmente,
Por ser ingênuo, é um crente
Ser ente eterno e feliz.


******
 
    Por último, eu recomendaria a fé e a esperança. Esperançar a esperança não é redundância gramatical e nem redundância real. Se há em nós um resquício de esperança, ao estimularmos o resíduo esquecido, com fé, a esperança agiganta-se para a realização de seu sonho ou plano:


NÓS FIZEMOS UM PLANO E DEUS OUTRO

Autor – Laerte Tavares


Pois, a cada nova manhã 

Nasce uma nova esperança.

Quando o Sol, a aurora, alcança 

Não deixa a alvorada vã.

 

Traz uma energia sã

Que estimula a bonança, 

E na atmosfera lança 

Luz à vida e à fé cristã.

 

E se a fé remove montanha, 

Traz esperança que ganha  

Um Iluminismo risonho.

 

Determinado, a sanha 

De vencer, faz-se tamanha 

Que a Luz realiza o sonho.



66 comentários:

  1. Olá amigo Laerte,
    que grande aresentação!
    Amei ler.
    É sempre um prazer ler seus ricos poemas.

    Tenha um ótimo domingo.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Pois foi uma longa e poética reflexão!
    Foi um prazer ler os seus belos e expressivos sonetos.
    Grande e preclaro Sonetista!

    Tenho o Rio de Janeiro no meu 'A Vivenciar'...
    Dias agradáveis, amigo... Saudações cordiais.
    ~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  3. Bonitos poemas de um poeta que desconhecia. O tempo é muito sádico. Primeiro dá-nos os amigos, deixe que eles ganhem o nosso carinho e o nosso coração. E depois tira-nos.
    Abraço, saúde e bom domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, gratidão pela atenção e palavras elogiosas, porém corrijo seu entendimento: os poemas são deste humilde blogueiro. Escusas e meu abraço fraterno. Laerte.

      Excluir
  4. Laerte, só podemos te parabenizar pelas belas poesias ! Beleza de apresentação! abração, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  5. Grande Mestre suas inspirações bem como reflexões carregam sabedoria e doçura de viver sem medo de ser feliz. Levar o barco singrando mares para um porto que bem sabemos onde vai dar. Um luxo sua postagem com estas reflexões sobre o amor puro amor, que nos leva ao esperançar, que é arte pela vida.
    Muito lindo amigo ter esta mente enlevada.
    Abraços e feliz semana.

    ResponderExcluir
  6. Boa noite, amigo Laerte.
    Belas Homenagens aqui nos presenteias, com poemas de rara beleza, e alta qualidade poética.

    Excelente partilha, caro amigo Laerte!

    Deixo os meus votos de uma excelente semana, com muita saúde.

    Abraço fraterno!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Bellos poema te hacen pensar y te conmueven. Te mando un beso. Enamorada de las letras

    ResponderExcluir
  8. Essa veia poética é inesgotável.
    Abraço, boa semana

    ResponderExcluir
  9. Hermosos todos lo poemas Laerte, me ha parecido muy bello "Tu cuerpo es poesía". Tú si que te mereces el título de poeta en letras grandes.
    Ha sido un placer leerte.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  10. Que belos poemas! Encantada!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Que apresentação, meu Amigo, cheia de poemas inspirados e reflexivos. Gostei muito de ler.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  12. Olá amigo, Laerte, passando para desejar uma ótima semana e agradecer sua visita a minha página.
    Desejo-lhe paz e saúde.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. Caro dinossauro, desculpe, caro Laerte. A sua homenagem a um escritor que não conheço é sublime, já que os seus poemas são pura filigrana poética.
    Os meus aplausos para o seu talento.
    Boa semana, caro amigo.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  14. reflexivas letras ,llenas de ternura y sabiduria en verso Silo Lirico con las que se abre a la maravilla del entorno el ser humano su corazón ..., me han gustado todas Silo Lirico es un placer saludarte , te deseo mis mejores deseos de paz,feliz semana y salud con un fuerte abrazo .jr.

    ResponderExcluir
  15. Belos poemas, meu amigo.
    Também encaro que nascemos do amor, vivemos para o amor. Afinal, foi isso que o nosso Pai celestial nos ordenou, amar o próximo. Porque Deus é amor :)
    O ser humano é que...enfim. Mas ainda há gente boa que nos faz acreditar na humanidade, beijo.

    eudaniela28.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Amigo poeta,
    Eu fiquei encantado de ler tantas poesias belíssimas e diferentes ao mesmo tempo! O amor, a loucura, o tempo e a esperança são temas que sempre farão parte na vida dos poetas, adorei a construção dos versos em cada texto como você faz brilhantemente.
    Abraços ao amigo!

    ResponderExcluir
  17. Un bello y poético homenaje a un poeta de tu país.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  18. Um mergulho na poesia transcendente de O Tempo Passa, e em seguida, um banho na ternura de "O Teu Corpo é Poesia", e submergi na loucura doce de " No Vinho há a Verdade". E, me vou, feliz, após "beber" da Esperança sempre renovada que há em "Nós Fizemos um Plano e Deus Outro".. Aplausos poeta Laerte, com a minha admiração.
    Beijos Poéticos pra ti.

    ResponderExcluir
  19. Olá, Laerte!

    Tudo bem? As férias foram boas?

    Só agora é que vc percebeu que é um dinossauro em matéria de fazer poemas, de amar sua terra e amigos?
    Gostei de todos os seus sonetos, de temática diversificada, mas repletos de humanismo.
    Do que mais gostei foi: "Teu Corpo é Poesia".

    Grata pela sua visita e tão completo comentário. Se eu soubesse te faria um poema também alusivo ao tema desse post, mas eu não tenho talento para tanto.

    Abraços e dias felizes.

    ResponderExcluir
  20. "Por isso canto o amor e, por humano, canto o humano ser que amo."

    " O segredo para não pensar em saída, é o amor"

    Sábias palavras de quem vive intensamente a vida, e consequentemente o amor.

    Hoje amigo Laerte, encheu-nos de amor em todas as suas mais belas formas.
    Agradeço-lhe de coração esta maravilhosa publicação, que nos enche a alma de esperança, tão necessária nestes tempos tão conturbados.

    Um beijinho com estima e amizade.

    ResponderExcluir
  21. Caro Laerte

    Fiquei maravilhada com este seu post. Depois da sua reflexão tendo como mote a obra de MJKR, brindou-nos com a sua veia poética em que
    o amor é ponto de honra. E a vida para ser vivida comme il faut merece uma ponta de loucura, e para findar/começar a Esperança que não nos deve abandonar nunca.

    Adorei, meu amigo.

    Abraço
    Olinda

    ResponderExcluir
  22. Somos pequenos, eu sei,
    Mas um dia é o nosso Dia.
    Teremos Honras de Rei,
    Sepultura luzidia
    E elogios da Grei.


    Abraço
    SOL da Esteva

    ResponderExcluir
  23. interesting words "life is not about to find the way out" of wonderful poems... love to read it.

    Thank you for sharing nice video

    ResponderExcluir
  24. Cantemos o Amor sob todas as suas formas e , mais importante vivamo-lo!

    Apreciei muito esta sua postagem .

    A velhice dói porque as pessoas que gostamos e as que temos por referência vão morrendo e ficamos mais sós ... e isso é uma tristeza imensa.

    Meu querido amigo, carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  25. Se o colega é digno da homenagem está, naturalmente, de parabéns.
    Os parabéns têm que ser, forçosamente, extensivos ao Laerte, pelos poemas que nos dá a ler na publicação e que lê no vídeo.
    Vale a pena refletir sobre eles ou simplesmente apreciá-los.
    Estamos, seguramente, perante uma variada e rica publicação.
    Abraço poético.
    Juvenal Nunes

    ResponderExcluir
  26. Amigo Laerte.Apesar de nosso efêmero convívio, admiro demais esse seu lado poético. Diria até q vislumbro certa dose de inveja, pois enquanto fiz apenas uma poesia ao longo desses 77 anos, vc fez centenas. Lembro a vc q depois dos 75 anos, não cometemos mais pecados (inveja,etc,) milagres talvez.Um abraço e muita saúde.Obrigado.Alencar Ziesemer.

    ResponderExcluir
  27. Parabens amigo. O grande poeta, cada vez mais poeta!

    ResponderExcluir
  28. Valeu Laerte, muito bom abraços Leco

    ResponderExcluir
  29. Olá, Laerte, uma postagem de luxo, amigo!
    Um bonito início, uma homenagem ao teu amigo poeta Marcos Konder Reis. Descendo mais a página... " pois nascemos do amor, pelo amor e para o amor. E Deus é Amor!" Que lindo.
    Nesse ponto lembrei de meu pai, falava assim em seus livros.
    E descendo mais, pego os belos poemas que li e reli cada um.
    ____________

    E, "NO VINHO HÁ VERDADE"...
    Bebo o vinho da loucura / Erguendo bem alto a taça.
    Se o tempo passa ou não passa / Postergo à data futura
    _____________

    Faz pensar na vida que levamos... Tocante, ótimas reflexões.
    E, também, o ótimo vídeo da declamação do nosso querido amigo Catarina e um pouco Gaúcho! rss
    Parabéns, Laerte, uma feliz semana pra vocês, cuidando-se bastante.
    beijos e abraços pra vocês.

    ResponderExcluir
  30. Pois é, meu fraterno amigo Laerte, os nossos amigos mais importantes não morrem de todo, ficam em parte conosco orientando nossa caminhada. Portanto, Laerte, o Marcos Konder Reis não deixou de todo os seus amigos, portanto é ainda uma luz no caminho. Amigo fiel é assim mesmo, morre apenas um pouco, porque o outro tanto deve ficar guardando, aqui na Terra, os seus amigos mais sinceros.
    Li com a atenção merecida e que faz muito bem ao leitor esses teus poemas da postagem, poemas inspirados, de poeta fiel ao seu destino de poetar. Por isso, entendo que a Academia Catarinense de Letras fez sábia escolha para uma de suas Cadeiras ao escolher Laerte Tavares para ocupá-la.
    Parabéns, meu amigo, pela sua poética, que engrandece o Estado de Santa Catarina.
    Um forte abraço, muita esperança e muita fé, meu irmão Laerte.
    Uma excelente semana para toda a família.

    ResponderExcluir
  31. OBRIGADO por este belíssimo momento poético!!! 💕

    ResponderExcluir
  32. Uma brilhante apresentação, os seus poemas são maravilhosos.
    O passado nos serve de referência, temos de ter esperança para o futuro, mas acima de tudo, temos de viver o melhor possível o tempo presente.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  33. Ainda bem que passei, hoje, por aqui. Sinto-me recompensada. Ergo a taça a tão elevados sentimentos - poeticamente expressos. E essa pitada de loucura deu mais ênfase à publicação.

    Fraterno abraço, caro Laerte.

    ResponderExcluir
  34. Que lindo momento poético!
    A vida passa, nem sempre sabemos aproveitar da melhor forma, há que refletir.
    De qualquer forma, o caminho do amor é sempre o que nos faz pulsar uma vida de qualidade.
    Esperança deve ser sabedoria.
    Um abraço daqui dos Açores.
    Micaela

    ResponderExcluir
  35. morning could be a new spirit to fight...

    # Wonderful poem and excellent reflection...

    have a great day



    ResponderExcluir
  36. Respostas
    1. Gratidão, meu nobre confrade e irmão André Ghiggi! Deus seja louvado! Abraços cordiais e fraternos a ti e aos teus. Laerte.

      Excluir
  37. nice post

    visit us at https://www.rehobothorganicfarms.com/supernapier

    ResponderExcluir
  38. Um momento poético de rara beleza. O Amor, a Fé, a esperança e é claro um pouco de loucura…
    Abraço amigo e boa semana

    ResponderExcluir
  39. Que dizer de tão belo post, Amigo? Um post que em poesia nos lembra a nossa finitude, finitude essa que parece constantemente esquecida, dada a insanidade do ser humano. Para quê tanta guerra, tanta ânsia de poder se nem sequer sabemos se estaremos cá amanhã? O ser humano é muito inteligente, mas não consegue entender que, aproveitar a vida naquilo que ela tem de melhor, a paz e a fraternidade entre os povos, é a única forma de conseguirmos e tal felicidade que buscamos Quanto à esperança, querido Amigo, continuo a tê-la no ser humano, porque, felizmente, há milhões e milhões de pessoas empenhadas na construção de um mundo melhor. Um beijinho, Laerte e obrigada pelo belo momento de reflexão
    Emilia

    ResponderExcluir
  40. Maravilhoso post Laerte! Adorei.
    Obrigado pela delicada visita no meu blog
    Um abraço e Votos de uma feliz semana

    ResponderExcluir
  41. Uma postagem repleta de belos poemas, versando diversos temas, cada qual o lais bonito

    Grata pela sua passagem pelo meu cantinho e poema lá deixado.

    Uma semana feliz.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  42. Lindo momento poético!
    Belíssimos poemas, amei!

    Laerte, tenha continuação de boa semana.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  43. Que alegria voltar aqui! Sonetos cheio de vida e esperança, com estilo e elegância e reflexivos. Boa noite!

    ResponderExcluir
  44. escelente homenaje a Marcos Jose Konder nadie se va difinitivamente mientras una persona le lleva en su corazon ...y aqui Silo Lirico llevas a tu amigo dentro de tu alma y nos das a concer la luz de sus vrsos hechos oro del tiempo entre el infinito del sentimiento , gracia por ello , Silo Lirico te teseo feliz fin de semana y mucha paz con un fuerte abrazo querido amigo . jr.

    ResponderExcluir
  45. Boa tarde, nobre poeta e escritor. Seus poemas nos dão a noção da finitude de nossa vida, poemas que dizem muito a cada um de nós. Excelente seu prefácio, pois cada poema possui um tema diferente. Parabéns! Ah! estive afastada por motivos de saúde, grande abraço!

    ResponderExcluir
  46. Boa noite, Laerte!
    Voltando para agradecer o nobre comentário que deixou em meu espaço e agradeço a sua visita.

    E mais uma vez ler seus nobres poemas.

    Te desejo um excelente fim de semana com muita paz e saúde.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  47. Do termo dinossauro... não vou levar em conta a antiguidade... mas apenas a dimensão... que é o que sempre associamos mais, a estes grandes e raros gigantes... e o Laerte... é grande!!! Um grande, grande poeta, na minha opinião, com uma sensível e apurada sabedoria de vida! Como tão bem pudemos apreciar nesta bela série de poemas, que tão bem perspetivou a existência, em todos os seus ciclos... e nas suas inspiradas palavras, há tanto com que nos identificamos, seja qual for a fase de vida em que nos encontremos!
    Muitos parabéns, Laerte! Que continue por muitos e bons anos, a encantar-nos com as suas poéticas reflexões, e a fazer-nos reflectir, sobre os valores mais importantes e bonitos da vida... e todas as coisas que acrescem mais sabor e vida... aos anos!...
    Desta bela série, que nos apresentou hoje, ficarei com um poema, anotado no meu caderninho de futuros destaques por lá no meu canto, com o respectivo link para aqui!
    Um enorme abraço! Tudo de bom! Saúde!
    Ana

    ResponderExcluir
  48. Laerte,
    Bravíssimo!
    Maravilhosa publicação.
    Uma viagem encantadora
    Brigadin por nós brindar.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  49. Que maravilha caro Laerte!
    Todos eles tão bonitos tão cheios de saber e sensibilidade,
    Faz nos pensar.
    Bom voltar aqui de novo.
    Abraço e brisas doces *

    ResponderExcluir
  50. Boa tarde, caro Laerte, voltei para responder à sua pergunta sobre a minha postagem em meu blog.A história da menina Zilda, ou santa Zildinha, como ficou conhecida é muito triste, aconteceu há uns sessenta anos.Menina bonita, foi raptada, ficou dias em cárcere privado, sendo violentada todos os dias por diversos homens. Sofreu muita violência. O médico que a atendeu, foi morto e assim, os envolvidos,que poderiam relatar algo foram mortos. Ela não sobreviveu à tanta tortura. Ninguém jamais ficou sabendo quem foram os homens que a mataram.Houve trabalho da polícia, mas como os poderosos estavam por trás deste horror, foram calando todos os que se manifestavam em favor da justiça. Até hoje, o fato é lembrado com tristeza. E com certeza, jamais encontraremos os culpados.Dizem que ela já realizou milagres. Há um pequeno livro sobre ela. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  51. Gostei de rever este seu post, nomeadamente os seus excelentes poemas.
    Continuação de boa semana, caro Laerte.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  52. Boa tarde, Laerte
    Tantas e tão lindas poesias e escritos! Muitos parabéns pelo seu belo blogue, e parabéns também pelo seu talento!
    Beijinhos:)

    ResponderExcluir
  53. Olá, Laerte, meu amigo!

    Dinossauro das palavras, dos versos é pouco, muito pouco. Vc é um poeta nato.

    Lindos poemas e excelentes reflexões.
    A seu amigo falecido, lembranças e saudades.
    Vc escreve lindamente e de qualquer palavra faz um poema. Gostei de todos, mas "Teu Corpo é Poesia", me agradou, sobremaneira.

    No vídeo é vc falando? Quase parece estar falando Português de Portugal. O entendi, perfeitamente.
    Quanto à velhice, queremos todos lá chegar. É bom sinal. Se lá chegarmos, demos e recebemos muito amor, pilar importante da Humanidade. Muitos parabéns pelo seu talento.

    Beijos e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  54. Olá Laerte;
    Belos poemas, poemas sobre a nossa existência são sempre intemporais. :)
    Abraços!

    ResponderExcluir
  55. El amor y el dinamismo se infiere como fuerzas cinéticas en tus versos, para no hacernos piedra, estatismo. Un abraz0. Carlos

    ResponderExcluir
  56. Te deseo una feliz pascua y te mando un beso.

    ResponderExcluir
  57. Passando a deixar um abraço e votos de uma Feliz Páscoa, com saúde, para si e todos os seus, Laerte!
    Tudo de bom!
    Ana

    ResponderExcluir
  58. Show! Cada poema mais belo, profundo e sensível do que o outro, amei!
    Abraços fraternos!

    ResponderExcluir