Linguagem[+]

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

SEÇÃO VI DA SESSÃO: O SILÊNCIO DO SOM DE CEM SONETOS - A PRIMAVERA DA INFÂNCIA

 

Obra de Rodrigo Antônio de Haro (10cm x 13cm).

Sou apaixonado pela minha Ilha de Santa Catarina por ter as quatro estações do ano perfeitamente definidas e por ser à primavera, mais bela ainda com luz magnética, em cujo poente ou na aurora denotam-se matizes de luzes e cores as mais exóticas da atmosfera de nosso maravilhoso Planeta Azul. Dizia o poeta, meu amigo Marcos Konder Reis, que em nosso céu era possível ver a cor amarelo canário em certos ocasos outonais, com um gradiente de concordância às floradas dos guapuruvus (garapuvus – ao nativo), amarelas ouro.  À primavera, as flores são ainda mais abundantes, desde os ipês amarelos, ipês roxos, jacarandás-mimosos e jacatirões (ou manacás-da-serra) em arborizações de logradouros, até aos ajardinamentos das amplas praças públicas e jardins residenciais com azaleias, acácias, bougainvilles, alamandas e outras.  Assim, se engalana nossa cidade, lotada de flores que formam verdadeiros tapetes, roxos, amarelos e multicoloridos no solo sob essas árvores. Mas a dádiva celestial maior, são os frutos numa profusão de espécies, de sabores, cores e aromas que compõe uma enormidade de tipos em sucessivos tempos primaveris, adentrando o verão, mais de vagar. 
Hoje 22/09/2017, homenageio não somente a nova primavera, mas também a nossa augusta Ilha primaveril cheia de encantos que os perde no verão de suas quarenta e duas praias paradisíacas para onde a afluência de turistas é imensa e embaraçosa aos habitantes permanentes. Salve a primavera e salve a nossa ilha de idílios.




A PRIMAVERA DA INFÂNCIA

Sai o inverno, e a primavera
Chega com o doce hino
Do sabiá em seu trino,
Que as primeiras horas dera.

Tempo de flores à espera
Do sazonal e divino
Fruto, que quando menino,
Furto de fruto era mera

Peraltice sem maldade   
Da minha saudosa idade
Com ingenuidade afim.

Hoje essa estação me invade
Com a sacrossanta saudade
Do moleque que há em mim.

39 comentários:

  1. Bonito poema.
    Abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  2. Uma época do ano excelente para fotografar poesia a céu aberto.
    Aqui está quase a terminar o verão que teima em deixar tudo seco. Espero um outono com chuva de mansinho pela noite fora.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Privilégio viver e admirar as belezas naturais de "Ilha" tão querida... Saudades!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Mirar las estaciones desde el asombro de niño. Por acá como n o tenemos estaciones, nos marcan los soles de los tiempos secos que abrasan hasta el alma. Saludos desde Colombia. Carlos

    ResponderExcluir
  5. Uma homenagem maravilhosa a uma belíssima estação do ano! Bj

    ResponderExcluir
  6. Belo versar, vicejar a natureza em poesia, cores, flores, alegria; vida a se renovar. E o homem passageiro, alça um voo tão ligeiro, brincando de poetizar.

    Muito bom, Laerte.

    Um abraço e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  7. Flores para alegrar a vida é sempre bem vinda essa estação.
    Retribuindo a visita em meu blog.Tenha uma boa semana. Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Lindo, lindo...
    Sou sua fã!
    Também adoro a primavera (minha favorita)!

    Não sei se gosto mais dos seus textos em prosa ou poema...

    Beijos! =)
    Boa semana!

    ResponderExcluir
  9. Perfeita apresentação da primavera e belíssimo poema , tudo com pano de fundo de brilhante tela . Contente com sua visita e já sou sua mais nova seguidora . Abraços e boa semana .

    ResponderExcluir
  10. Belíssimo poema!
    Também me desperta saudades a primavera, de uma época à sombra da mangueira e da goiabeira ouvindo o canto dos pássaros e o dançar da luz do sol por entre as flores.

    ResponderExcluir
  11. Poema encantador e homenagem merecida!!
    Um grande abraço a ti nesse começo de semana.

    ResponderExcluir
  12. Só em você? Revisitando a ilha e a primavera, processa-se um jogo de reflexões e projeções de luzes que se oferece a partir da leitura do poema para a compreensão dessa estação do ano.
    Bela homenagem!
    Um abraço,

    ResponderExcluir
  13. Um belíssimo canto em soneto perfeito.
    Reviver o tempo de feliz idade, lambuzar nas recordações, perfumar-se nas lembranças dos doces gosto das frutas locais.
    É mais que um canto, é um mergulho e tanto Laerte.
    Semana maravilhosa e abençoada.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Belíssimo poema! Belíssima homenagem!
    Encantada por sua visita, e pelo poema que deixaste em meu blog.

    Tenha uma linda semana.
    Abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
  15. Começou a época mais agradável aqui em Macau - o Outono.
    Boa semana

    ResponderExcluir
  16. ¡Hola, Poeta Grande!

    ¡Tu post de hoy es mágico! Aunque todo lo que pasa por tu pluma, lo es.
    Nos dejas en tu bellísima poesía, tanto en soneto como en ese texto que es puro poema, los colores más hermosos de la primavera y de la vida.
    No me canso de leerte, es un deleite, buen hombre buen poeta.
    Gracias por darnos tanto y tan bello y que Dios bendiga tu mente.

    Ha sido un inmenso placer pasar por esta tu casa en la cual se respira poesía por las cuatro esquinas.
    Te dejo un beso, mi admiración e inmensa gratitud por tu linda huella en mi humilde espacio.

    Se muy -muy feliz.

    Tanka.

    La primavera
    nos trae magia al alma,
    y la despierta,

    mientras las flores lucen
    su encanto en la pradera.

    ResponderExcluir
  17. Sem dúvida, Laerte, a primavera é a estação mais charmosa, mais amiga! Nunca vi alguém se queixar da primavera, é só elogios.
    Lindo teu poema, e gostei das tuas peripécias de guri, saudosos tempos - 'que não voltam mais'.
    Grande abraço, uma feliz semana.

    ResponderExcluir
  18. A primavera é mesmo uma explosão de cores, sons dos passarinhos, tons de verde, flores... a vida deixando o ciclo mais introspectivo.

    Laerte obrigada pela visita em meu blog. Realmente eu tirei a janela com o s seguidores, mas é só fazer o passo normal para seguir qualquer blog. apenas não aparece.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. Que lindo poema!
    Eu amo Floripa, sempre que posso vou para lá.
    E a primavera é mesmo uma estação muito linda.

    Abraços

    ResponderExcluir
  20. Um poema lindo pra saudar a primavera.
    Bonita homenagem .
    Gostei bastante.
    Boa semana, excelente primavera!
    Abração!

    ResponderExcluir
  21. Bonitas palavras, belo poema!
    Conheço alguns locais em imagens de Santa Catarina e é maravilhoso cada lugar!
    Abraço

    ResponderExcluir
  22. Bonita homenagem, tanto à esplendorosa e pujante Primavera, quanto à bela e singular ilha de Santa Catarina.
    Há muitos anos, fiquei a ver uma telenovela, só para conhecer a ilha e suas raízes... Nela participaram atores portugueses.
    Gosto do soneto e do moleque que há em si.
    Saudações poéticas.
    Abraço.
    ~~~

    ResponderExcluir
  23. LAerte

    um poema em forma de soneto a homenagear a Primavera e a ilha.

    e admiro a sua facilidade para fazer sonetos inspirados nas minhas fotografias.

    mas sinto pena que nunca me leia no Maresias.

    beijinhos

    :)

    ResponderExcluir
  24. ¡Bellísimo poema, bellísimo!

    Mis felicitaciones poeta. Has sacado el niño que hay en ti.
    Gracias por compartir tu arte.

    Un abrazo.

    Lola

    ResponderExcluir
  25. Não conheço a ilha, apenas vi imagens, nas quais vi que é mesmo muito bonita.
    Magnífico poema, gostei muito.
    Continuação de boa semana, caro Laerte.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  26. Belíssima apresentação da Primavera tão bela, gostei do magnífico poema.
    Continuação de uma excelente semana.

    ResponderExcluir
  27. Primavera, doce Primavera,
    Que bem-estar trazes a preceito.
    A Alma da gente estava á espera
    Que sempre chegasses a teu jeito.
    E jamais nos fosses por quimera.


    Abraço
    SOL

    ResponderExcluir
  28. Muito encanto e sentimento primaveril envolvido nessa sua linda inspiração!
    Beijos e um fim de semana bem feliz!

    ResponderExcluir
  29. Una bella poesia per salutare la primavera.
    Buona serata.

    ResponderExcluir
  30. Boa noite, belíssima homenagem à ilha de Santa Catarina e suas lindas e inigualáveis praias.
    A primavera, é sem dúvida a estação mais linda, mas perfumada e cheia de lindas cores. Gostei. Abraço!

    ResponderExcluir
  31. ...em mim também há um moleque, aliás, uma moleca. Moleca triste ultimamente, em verdade, mas sempre moleca. E me senti ainda mais, ao ler estes teus versos. Obrigada.
    abraço
    Lola

    ResponderExcluir
  32. Que inveja da sua ilha.
    Parabéns pelo talento poético.

    ResponderExcluir
  33. Lindo poema a exaltar a estação mais bela!

    ResponderExcluir
  34. É um prazer visitar este local.
    Tenho de agradecer a forma como os seus comentários
    enaltecem os meus posts....
    Um abraço

    ResponderExcluir
  35. Parabéns pela tela que aqui pintaste no que à tua cidade fiz respeito. As palavras escolhidas conferiram- lhe lirismo e despertaram ele emotivas sensações visuais e gustativas.
    O soneto, belo e rigoroso na sua forma, hoje em redondilha maior.
    Bj, meu amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou em viagem e pelo tm...
      Corrijo- diz respeito; ele, antes de emotivas, está a mais

      Excluir
  36. Adorei visitar a ilha de Santa Catarina através do olhar de quem tanto a ama. Ótimo preâmbulo, à laia de preparação, para degustarmos um belo poema.

    Beijinho, Laerte.

    ResponderExcluir