Linguagem[+]

quarta-feira, 3 de julho de 2019

IN MEMORIAM - CARLOS HENRIQUE MALBURG

CARLOS MALBURG - O IRMÃO (com a Lili e o Leo) - IN MEMORIAM

     Meu grande amigo, colega arquiteto, irmão e mecenas CARLOS HENRIQUE MALBURG partiu ontem para a eternidade. Triste! Lamentável a ideia de não mais  tê-lo em nosso convívio. Mas chamado por Deus... Conforta-nos a lembrança saudosa de que ele viveu! Viveu como quem vive intensamente pelo amor sem restrição, pela bondade sem limites e pela solidariedade de eternos laços górdios. Ele foi doce como a suavidade aromática da laranjeira florida; terno como a candura da alvorada calada e seguro feito o basilar baluarte sobre a pedra fundamental. Seu sorriso era a pedra de toque que atestava a nobreza de um caráter sério que não traía a meiguice de seu coração enorme. 
     Carlos queixou-se nunca, em nada e sempre vibrou por tudo. Gozador desde de menino: aos dez anos de idade, ele viu o mercado lançar um doce de leite gaúcho chamado MUMU, cuja propaganda era afixada em placas de vias da entrada de cidades com seus respectivos nomes e os seguintes dizeres (exemplo): “Roma tem MUMU” “Atenas tem MUMU”... De férias com os pais, em praia de veraneio de Armação do Itapocoróy,  Penha, SC, observou que ali não havia o produto nem as tais placas visualizadas durante toda a viagem terrestre do Rio de Janeiro. Não teve dúvidas, foi na venda de meu pai e arranjou algumas caixas de papelão, as desmontou em plaquetas que as afixou nos postes próximos à casa deles, onde lia-se: “ARMAÇÃO NÃO TEM MUMU”.
    São essas saudosas cenas que acentuam as saudades (o que ficou dele conosco) antecipadas de sua lembrança. Eu o homenageio com um poema composto ao Carlos - In Memoriam:

CARLOS HENRIQUE MALBUG
(In Memoriam)
Autor: Laerte Tavares

Partiste aos braços de Deus
Onde sonhaste Morada!
Aqui tu deixaste, em cada
Coração saudoso, os teus
Sonhos e os planos seus
Em percurso, interrompidos.
Mas deste a todos, ouvidos,
Para ajudar em seus planos,
Por seres, entre os humanos,
Humano em todos sentidos!

Carlinhos, tu foste luz
Na terra! E no céu, enfim,
Tu serás um serafim
Junto ao Pai, junto a Jesus!
O teu trajeto conduz
À glória - a eterna paz
De quem acredita e faz
Da crença, a vida, pra crê-la. 
Tu serás mais uma estrela
Do céu, onde a noite jaz!

Entregas ao Criador  
Teu espírito cristão
Que aqui não trilhou em vão.
Veio ao mundo por amor
E fez-se superior
Amando e a semear
O amor em todo lugar,
Conforme nos pregou Cristo.
Sente Carlos, é por "isto" 
Que eu te coloco num altar!