Linguagem[+]

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

CARMEN MIRANDA - A PORTUGUESA BRASILEIRA



    Hoje é dia do nascimento de Carmen Miranda. Portugal e Brasil são tão interligados por laços estruturais que eu me sinto um cidadão brasileiro com cidadania portuguesa ou um brasileiro português, assim como Carmem foi uma portuguesa brasileira. Dizem que comentava aos mais chegados amigos norte-americanos, para convencê-los que ela nada tinha a ver com os Estados Unidos da América e que apenas trabalhava naquele país, sentir-se ser uma artista brasileira e cidadã portuguesa.

     Carmen Miranda em 20 anos de carreira teve um total de 313 canções: com 279 gravações somente no Brasil e mais 34 nos EUA. Primeira artista latino-americana a ser convidada a imprimir suas mãos e pés no pátio do Grauman's Chinese Theatre, em 1941. Também se tornou a primeira sul-americana homenageada com uma estrela na Calçada da Fama. Em Hollywood foi oficialmente nomeada Carmen Miranda Square, em setembro de 1998. Atualmente, nenhum artista brasileiro teve tamanha projeção internacional como ela. 
    Carmen, de nacionalidade portuguesa, nasceu em Várzea da Ovelha e Aliviada, Marco de Canaveses, distrito do Porto, em 9 de fevereiro de 1909. Sua carreira artística transcorreu no Brasil, Estados Unidos e na China entre as décadas de 1930 e 1950. Também trabalhou em rádio, no teatro de revista, cinema e na televisão. A "Pequena Notável", como era denominada, chegou ao Brasil com menos de um ano de idade, acompanhada de sua mãe e uma irmã, reencontrando o pai (função de barbeiro) que já morava no país há pouco mais de um ano.

     No Rio de Janeiro, Carmen inicialmente trabalhou como vendedora de gravatas em uma loja e posteriormente em uma chapelaria. Relatos confirmam que, inspirada na irmã Olinda, ela cantava para atrair clientes.  

Cantaste como um pássaro que canta
Para encantar com canto e com encanto
A alma alegre de um povo, e entretanto,
De ave afável, tu passaste a santa

Por maviosa voz que se levanta 
E brada a altivez do pobre, santo
E alegre povo para grande espanto, 
Por mega voz de pequena garganta,

De um universo inteiro de artistas.
Carmen Miranda, as tuas conquistas
Engrandeceram Brasil / Portugal

E hoje vives em nossa memória 
Como expoente vivo de uma história
Cantada em versos, por Ser Imortal.



34 comentários:

  1. Talvez a brasileira mais famosa em Portugal.
    Aquele abraço, bfds

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pedro, muito obrigado pela valiosa e honrosa visita que vem do outro lado do mundo! Desculpe-me ter deixado meu texto presente apenas iniciado àquela noite (para mim) e àquele dia (a você), pois quis aproveitar a data cronológica para a postagem. Sei que você comentou com meu texto inacabado, mas veja que a maioria dos portugueses não sabem que Carmen é (porque ainda existe) portuguesa assim como a maioria dos brasileiros pensam que ela é brasileira. Minhas escusas e minha gratidão! Grande abraço. Laerte.

      Excluir
  2. Uma brasileira que deixou histórias... Ficou bem conhecida e famosa! abraços, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Chica, e que história que fez, hem!.. O Brasil está a precisar de um pouco daquela alegria. Minha gratidão. Abraço. Laerte.

      Excluir
  3. Uma personagem incontornável que marcou a história dos 2 países.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rui! Obrigado pela visita. Realmente ela engrandeceu a ambos os países e deixou grande lacuna à ocasião. Se fosse hoje, a sua glória, amenizaria o sufoco dos dois, embora o Brasil esteja precisando muito mais de moral do que alegria, mas mesmo assim, alegria não temos. Até o Carnaval, vésperas, está triste. Grande abraço. Laerte.

      Excluir
  4. Caro amigo Laerte, eis uma bela homenagem à pequena notável.
    Se o estrelato da Carmen Miranda estivesse acontecendo agora, diríamos: esta mulher é um desbunde!
    Parabéns pelo post. Um abraço daqui de Poa. Tenhas uma ótima sexta-feira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Dilmar! Bem que o país anda precisando de uma alegria como a dela. O Brasil anda triste até para o Carnaval. Grande abraço. Laerte.

      Excluir
  5. Bom dia Laerte
    Esta pequena notável foi um ícone da música e deixou a sua marca na memória dos dois países e também pelo mundo. Fez história com sua maviosa voz. Uma linda homenagem
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Gracita! Grande Carmen!.. Famosa também pelos saltos altíssimos! Procurando subir, chegou ao mais alto degrau da fama! Grande abraço. Laerte.

      Excluir
  6. Oi Laerte,
    Brasileira ou portuguesa, isso não importa, o importante que ela foi tudo de lindo que o mundo já viu.
    Beijos
    Minicontista2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eis o Anjo!... E espero que Dorli Ramos tenha se restabelecido bem. Realmente, Dorli, "se o vinho é bom, não importa a procedência". Grande abraço e minha gratidão. Saúde! Laerte.

      Excluir
  7. Voltou em grande estilo, Laerte!! Bela postagem falando e mostrando as alegrias do passado que o presente revive! E o Brasil precisaria de umas alegrias de outrora. Espero que tenham descansado bastante!
    Ontem deixei uma resposta no blog. Bem vindo ao retorno!
    Abraços gaúchos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tais, como diz a juventude, já dei um rolê pelos blogs de vocês e estou a pôs ordem na minha desordem. Realmente o Brasil anda triste. Até o carnaval tem um travo a vinho choco - proibiram cantar a minha mulata por que é mulata na cor e isso não "pega" nada... "É a inhhorância que astravanca o pogrecio do país"! Minha gratidão e abraços. Laerte.

      Excluir

  8. Um ícone luso-brasileiro.
    Merecida e bela homenagem.

    Vim agradecer sua passagem pelo meu Recanto. Foi um prazer recebê-lo por lá.

    Ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vera Lúcia, gostei imensamente de seu espaço! Parabéns. Muito obrigado. Grande abraço. Laerte.

      Excluir
  9. Uma excelente homenagem a esta originalmente portuguesa, nascida em Marco de Canaveses, no Distrito do Porto.
    Foi para o Brasil apenas com 10 meses de idade, tornando-se brasileira !
    A sua morte, prematura, apenas com 46 anos de idade. :(
    Uma mulher baixinha, com 1,52, que parecia enorme devido aos seus saltos altos !
    Uma personalidade artística multifacetada e fora de série no seu tempo !

    Bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh Rui, muito obrigado por tudo e por informação complementares tão importantes que cheguei a adicionar algumas em minha descrição como que Marco de Canaveses é Distrito do Porto. Minha gratidão e tudo de bom. Laerte.

      Excluir
  10. Maravilhosa homenagem a uma grande artista.
    Um abraço
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Maria. Realmente, Carmem Miranda é inesquecível. Grande contribuição que vocês mandaram para nós - a pequena enorme portuguesa. Grande abraço. Laerte.

      Excluir
  11. Uma bela homenagem a Pequena Notável, parabéns pra ela e pra você que fez o post.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Bonita homenagem a uma grande artista. Penso que muitos portugueses na atualidade nem sabem que ela era portuguesa de nascença.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo, Elvira! Assim como existem diversos brasileiros, a maioria, creio, que acham ela ser natural do Brasil. Grande abraço. Laerte.

      Excluir
  13. Seja bem regressado, Laerte...
    Uma 'rentrée' no mundo cibernáutico admiravelmente esplendorosa!
    Gostei muito da sentida e calorosa homenagem a quem mereceu ser amada por tanta gente, tornando-se inesquecível.
    Abraço, amigo.
    ~~~~~~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Majo! Carmem é eterna como as estrelas do céu. Grande abraço. Laerte.

      Excluir
  14. Olá Laerte
    não tenho tua poética,
    porque acho que os poetas tem dons especiais.
    Tu o tens.
    Amei o poema lá no meu cantinho,
    as palavras, a poesia, a delicadeza.
    Vir no seu cantinho foi honra.
    Obrigada ✿

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor, Maria!.. Fiquei até com sentimento de culpa por pensar que tu não aceitaste meu comentário como testemunho honesto da beleza de tua poesia, como eu a achei. Teu poema está "lindérrimo" para o meu gosto e quero que saiba que eu sou um engenheiro civil e por isso, um versejador dado o preparo matemático, porém não possuo a mínima alma de poeta. Ah, como gostaria de a ter, mas com engenho, eu creio ser um razoável compositor de versos. Minha gratidão a você, minhas escusas se acaso a magoei de alguma forma. E por favor, continue postando seus poemas que me será sempre uma honra buscar amor na sua poesia. Tudo de bom. Laerte.

      Excluir
  15. Respostas
    1. Estive no Mar Arável e não consegui deixar um comentário. Tentarei depois. Achei belíssimo o poemas do mar. Muito obrigado pela visita e palavras elogiosas. Grande abraço. Laere.

      Excluir
  16. Interessante saber, era de nacionalidade portuguesa? Só de nascença. Pouco importa. E conseguiu se notabilizar noutros países e que já cantava como vendera de gravatas. Muito bom saber. Abraços, Amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como sempre, os grandes artistas são mitos reais. E do mito se mente. Uns os elevam, outros os rebaixam, e alguns os mutilam ou os ignoram. Eis, pois que os portugueses (maioria) não sabem que ela é (porque ainda existe) portuguesa e os brasileiros pensam que ela nasceu no Brasil. Grande abraço e minha gratidão. Laerte.

      Excluir
  17. Ao homenagear Carmen Miranda, também lembramos da sua amizade com o inesquecível Ary Barroso, que faleceu, talvez por coincidência, em 9 de fev., o criador da magnifica cação "Aquarela do Brasil" e tantas outras. Barroso, o mestre na música, compôs diversas letras, especialmente para Carmen. E ela arrasou, evidentemente...
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Obrigado, mestra pelos complementos! Estas informações são valiosíssimas. Pois assim como Carmem foi a deusa da voz ele, Ari, foi o deus das letras de músicas. Obrigado. Laerte.

    ResponderExcluir