Linguagem[+]

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

NATAL


Imagem - Web


O grande poeta lusitano Fernando Pessoa, um místico, concebia o Natal sendo a família como a verdade; e sentia-se só, com uma família que nunca teria. Realmente, morreu sem a constituir. Em certo poema diz: "Natal, na província neva, / Nos lares aconchegados, / Um sentimento conserva / Os sentimentos passados.” Depois registra o quanto a família é a verdade e por fim cita: “Vejo através da vidraça / Um lar que eu nunca terei.” Eu, tenho a crença, não divergindo muito de Fernando, que o Natal é a família, porém ela se confunde, misturando-se como sendo um hipotético ou sensorial clã mesclado, feito amálgama único entre a Sagrada Família, a minha e as famílias que os meus sentimentos alcançam, para fazerem parte também do clã: aquelas de amigos familiares. Isto porque os meus sentimentos de Natal ainda são os mesmos da longínqua infância que eu via Nossa Senhora com o seu filhinho ao colo, em gravura estampada na nossa sala, qual pessoa familiar, igual às mães de meus amigos e parentes ou a minha própria. Então, ao meu sentir, Natal, são sentimentos familiares. E assim, para tentar traduzir tais sensações que me invadem à época natalina, fiz um pequeno poema ditado pela alma.

NATAL É TEMPO DE LUZ
Autor: Laerte Tavares

Natal, é tempo de luz,
De regozijo, de paz,
De fé, da festa que traz
O Deus Menino Jesus!
É um tempo que a alma induz
Ao perdão e ao dom do amor.
Seja do jeito que for
Esse amor, por ser divino,
É graça! É de Deus Menino,
Jesus Cristo Redentor!

O Natal, a alma, abala!
Natal, comove e arrepia!
Eu sinto a Virgem Maria
Como minha mãe, à sala
Dos meus sonhos; e sem fala
Diz-me da felicidade
Que sente. Isso me invade
O espírito, e o meu ser
Eleva-se. A bem dizer,
Sinto-me uma santidade.

É a Santidade do Filho
De Deus transmitida a mim
Por Ele e deixa-me assim
Qual seu reflexo ou brilho
Que ao sentir, me maravilho.
Meu lado emocional
Faz com que me torne igual
A um deus menor; mas um deus
Que anula genomas meus
A um ser espiritual.

E em sonho ou transe me sinto
Na paz da luz e do amor
Desse Jesus Redentor
Junto comigo ao recinto.
E a minha alma ou instinto
Coloca-me como irmão
De Cristo. Nasci, então,
Também da Virgem Maria,
A minha luz e o meu guia
A me levar pela mão?

Pois Virgem Nossa Senhora
É a minha mãe em sonho
Ou num transe, que suponho
Irreal, porém demora
Para eu crer. Sei que ela mora
No meu coração. Assim,
O meu sonhar não tem fim
E quando finda, a alma chora.

Porque em transe me ponho
Entre o sono e a vigília,
Fruto da mesma Família
Sagrada, que nesse sonho
Tão conturbado, suponho
Ser sagrado e ser humano,
Como se Deus Soberano
Fizesse-me a tal magia
De eu ser filho de Maria
Sem ser Jesus nem profano.

No Natal sinto-me luz.
No Natal sinto-me santo
Sendo só alma, no entanto,
Sou homem como Jesus:
Tenho prazer, tenho cruz,
Tenho família e amor.
Tenho paixões. Tenho dor...
Mas o que eu mais tenho é a fé
Que Jesus de Nazaré
É meu irmão - Redentor.

fanpage: SAÚDE!...

69 comentários:

  1. Que maravilha de poema natalino onde sentimentos mais afloram... Lindo! Adorei o que lá deixaste! abraços, FELIZ NATAL pra ti e todos os teus! chica

    ResponderExcluir
  2. Que publicação Divina. Parabéns, fiquei sem palavras.
    Feliz Natal.

    Hoje : Lágrima em rio de cumplicidade
    Bjos
    Votos de uma óptima Sexta - Feira.

    ResponderExcluir
  3. Oh Laerte!
    Que belo poema, meu amigo!
    É mais uma vez Natal, graças a Deus a palavra permanece viva em nós, e o Cristo sendo sempre lembrado.Agradeço por ter me dado a oportunidade de ler um poema tão, digamos, querido!
    Abraços e Feliz Natal junto a sua família, Laerte!
    Boas Festas!

    ResponderExcluir
  4. Meu caro Laertamigo

    Excelente poema - mesmo para quem como eu fui católico e que costumo dizer mas curei-me. Ou seja sou um iconoclasta. O que não me impede de dizer que é um belíssimo poema e por isso aqui estou a render-te a minha homenagem.

    Mas para mim o grande problema, melhor dizendo, um dos grandes problemas que afligem a humanidade é o Natal que supostamente deveria ser a festa da paz, da família, da bondade, da solidariedade, da reconciliação, do amor💖, transformou-se num ENORME NEGÓCIO!!!😡

    Mesmo assim e dando de barato a circunstância constatável de que ainda vão sobrevivendo homens de bem, honestos, verticais, solidários, verdadeiros, afirmativos aqui te deixo os meus sinceros desejos de Boas Festas!

    Um abração deste teu amigo do lado de cá do nosso Atlântico
    Henrique, o Leãozão🦁

    ResponderExcluir
  5. Teu poema é uma aura de paz e amor. Assim foi a nossa infância e é tão bom senti-la pela vida fora! É por isso que o Natal é sentimento.

    Bom Natal, meu amigo Laerte.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Laerte

    Muito feliz e emocionada com este seu poema cheio sentimento em que comungamos todos da mesma Família, sentimo-nos filhos da Virgem Maria e irmãos de Jesus, pois a Fé move montanhas.

    Abraço

    Olinda

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente maravilhoso, encontrar aqui as palavras de Pessoa, na sua interpretação, muito própria do Natal... e fiquei encantada, com o seu inspirado poema, Laerte... que tão bem interiorizou o espírito natalício, imbuído de fé, amor ao próximo, e à família... e paz... algo cada vez mais raro, neste nosso mundo... sempre tão tumultuado...
    Belíssimo momento poético, Laerte!
    Um grande abraço! Feliz fim de semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  8. Olá, Laerte!
    Rejubilei vendo palavras de Fernando Pessoa na sua reflexão sobre o Natal em família.
    E mais rejubilei com o poema "ditado pela alma".
    Laerte, desejo-lhe um Natal em família, cheiiiinho de amor e luz!
    Beijo muito amigo.

    ResponderExcluir
  9. Seu poema maravilhoso e tocante por demais é uma oração ao espírito natalino que demos ter e partilhar...
    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Feliz Natal Laerte. Natal é a festa da Luz sim! Na tradição antiga anterior ao Cristianismo grandes fogueiras duravam as semanas desses dias pequenos, os mais pequenos e frios do ano no hemisfério norte, para que a luz não se extinguisse. É assim ainda hoje nas terras mais antigas e interiores de Portugal como nas terras de Tavares. O Natal é a luta contra as trevas, as trevas que rejeitam uma mãe em fim de gestação, uma mãe solteira que um carpinteiro mais velho protegeu, as trevas que rechaçam quem está de passagem e pede abrigo, as trevas que matam os inocentes recém nascidos... enfim. O Natal, a festa do Sol Invicto, do triunfo de Mitra contra as Trevas o deus Persa que Aureliano atribuiu o 25 de Dezembro como dia de nascimento e ao qual Constantino transformou em festa cristã. É bom nesta altura reflectir sobre tudo isto e melhorar o dia a dia do nosso semelhante. Boas Festas!

    ResponderExcluir
  11. Estimado Amigo.
    Gostei muito de apreciar o seu poema de sete decassílabos, em perfeita redondilha maior e rima interpolada...
    Uma mensagem alegre, convicta e vigorosa em versos bem expressivos, fazem do seu poema uma lição de mestre.
    Desejo-lhe dias de contentamento, com tudo a seu contento.
    O meu abraço, Laerte.
    ~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  12. Um poema de Natal muito inspirado, meu Amigo. Confesso que os poemas de Natal me sensibilizam sempre…
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  13. Meu caro Laerte aqui deixo uma coisinha que publiquei em tempo sobre o nome Tavares. http://luisdesenha.blogspot.com/2017/11/tavares-e-um-toponimo-de-um-territorio.html

    ResponderExcluir
  14. Todas as famílias são sagradas.
    É um gosto ler as suas palavras.
    Abraço

    ResponderExcluir
  15. Votos de um Santo Natal, um Feliz Ano Novo.
    Aquele abraço

    ResponderExcluir
  16. Un bello poema que Navidad merece de nuestro corazón, así resolver la paz del mundo, Felices fiestas, gracias.
    Abrazo

    ResponderExcluir
  17. Caro amigo, o seu poema é grandioso. Quem escreve assim é mesmo um santo ou até mesmo um Deus...
    É um dos melhores poemas de Natal que até hoje li.
    Laerte, um bom fim de semana e um Natal muito Feliz.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  18. Que lindo Laerte, amei seu poema!
    Sim, para mim o Natal é tudo isso, é um Deus que se faz criança para nos trazer alegria, para nos dizer que a felicidade é uma eterna infância, é dormir no colo de Nossa Senhora.
    Que Deus continue iluminando sua vida, seus talentos que não foram enterrados, que são luz para o mundo! Grande abraço! Feliz Natal!
    Um 2019 cheio de bençãos!

    ResponderExcluir
  19. Apreciado amigo, ahora que hablas del grande poeta Pessoa,uno de los grandes dramaturgos de Colombia, Juan carlos Moyano, se fue tras las huellas del poeta a Lisboa, y libreteó para su GRupo Tierra, que dirige al igual, LOs cinco entierros de Pessoa, trabajando sus heterónimos.

    Por otra parte, la nostalgia de la navidad es insoslayable, y se nos vienen ante su proximidad, sentimientos acrisolados por el tiempo, como en tu poema, que te transforma. "En la Navidad me siento santo
    Siendo sólo alma, sin embargo,
    Soy un hombre como Jesús:
    Me gustan, tengo cruz,
    Tengo familia y amor.

    Un abrazo, amigo, desde Colombia, mi aprecio y tengas felices fiestas.

    ResponderExcluir
  20. Olá Laerte, és realmente um portento a escrever poesia! Que inspiração, que fluência de palavras e imagens latentes! Gostaria de me sentir com esse sentimento natalício, tão profundo e tão benéfico.
    Venho precisamente desejar-te uma época de muita paz e amor e que 2019 seja pródigo na concretização dos teus sonhos.
    Um abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  21. Olá tudo bem,
    que belo texto e esse poema, belíssimo. Palavras para um reflexão nesta época em as famílias se encontram para partilharas alegrias.
    Quero lhe desejar um feliz natal e um novo ano cheio de alegrias e felicidades.

    ResponderExcluir
  22. Obrigada, Laerte! Fiquei sem palavras , de tão grata pelas que lá deixaste, fruto desse dom maravilhoso que tens! Um beijo neste Natal.

    ResponderExcluir
  23. Que comentário lindo fez no meu blog!
    Muitas jovens se perdem na vida pela sua própria ignorância.
    Eu saí de casa casada, era jovem e bonita, mas a primeira coisa que fui fazer: 4 anos de karatê. kkk; derrubei muitos homens em Santo André. Logo saiu concurso para a prefeitura, passei e recomecei a trabalhar.
    Como sou instável, tenho 2 carteiras profissionais lotadas.
    Agora não faço mais nada: só o almoço. Chega, foram 40 anos de trabalho e os aleatórios fazia: monografias.
    Agora leio muito, vejo essa política nojenta. Conheci a casinha humilde do chefão hoje enquadrado, enfim cada um é o que quer ser.
    Beijos no coração
    Lua Singular
    Não gosto do Natal, apenas agradeço a Deus por estar viva e saber que um dia o encontrarei, mas como tenho um filho moço, vamos a Cachoeira de Emas comer muito peixe.
    Quanto a sua postagem acredito que Fernando Pessoa teve o direito de não querer se casar, certo ele estava, pois ninguém nasceu grudado. Eu fiquei viúva nova e tratei de me casar. Hoje adoentada, ele cuida de mim.
    Para completar amei a linda poesia.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  24. Caro Laerte

    Como bem diz, Natal é tempo de luz, de regozijo, de paz. Saibamos trazer para o nosso quotidiano todos esses sentimentos e emoções, transformando as nossas vidas num Templo de alegria.

    Boas Festas.

    Abraço

    Olinda

    ResponderExcluir
  25. Lindo, maravilhoso
    Obrigada
    Tenha um Natal muito feliz
    Um grande beijinho

    ResponderExcluir
  26. Que tenha um Natal de Amor e um ano de 2019 com tudo o que mais deseja.
    Boas Festas!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  27. Olá, amigo Laerte!

    Que bom k você vê o natal de agora como o de outrora. Mantém a ingenuidade e a magia, "coisas", k fui obrigada a perder pelas atitudes das pessoas, hipocrisia e cinismo mais concretamente.

    Natal pra muitos é consumismo, abundância, comezaina e pensar que Jesus nasceu numa manjedoura e k foi aquecido pelo bafo dos animais. Devíamos ter um natal simples e parco, mas não. Prendas e mais prendas, luzes e mais luzes, roupa e calçado novo.

    Seu excelente poema mostra o que lhe "canta" ainda a alma. Continue acreditando!

    Votos de feliz Natal e um excelente e verdadeiro Ano Novo.

    Um abraço para todos vocês.

    ResponderExcluir
  28. Muito bom encontrar aqui Pessoa....


    Para si e quem desejar , bom Natal e feliz 2019 !


    Abraço grande

    ResponderExcluir
  29. Simplesmente magnifico, sublime!
    Um deleite para nós deste lado poder ler esta poesia de forma tão intensa que nos absorve os sentidos!
    Meus parabéns amigo Laerte Tavares.
    Os meus sinceros votos de um Santo e Feliz Natal, umas Boas Festas para o meu amigo e seus familiares!
    Abraço

    Rui
    Olhar D'Ouro - bLoG
    Olhar D'Ouro - fAcEbOOk
    Olhar D'Ouro – yOutUbE * Visitem & subcrevam

    ResponderExcluir
  30. Que belo poema, com palavras tão bonitas!
    Um Natal muito feliz para si e para os seus.

    ResponderExcluir
  31. Letras lindas e lindas, eu gosto muito!
    Feliz Natal com seus entes queridos e um feliz ano novo desejo para você! Feliz aniversário, meu amigo!
    Obrigado por visitar e deseja!


    http://elenax2009.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  32. obrigado :)

    que seja uma quadra de muita luz!

    NEW TIPS POST | 5 HIGH COVERAGE FOUNDATION TO TRY NEXT YEAR.
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderExcluir
  33. ⭐FELIIZ NATAL⭐BOAS FESIAS⭐ no A Vivenciar a Vida. (com soneto!!)

    Dias plenos de contentamento, harmonia, paz e amorosidade
    em verdadeiro Espírito de Natal para si e família.

    Abraço festivo.
    ~~~

    ResponderExcluir
  34. A Poesia é comparável porque o sentido é o mesmo.
    Magnífica forma de lembrares o "tempo" que atravessamos como Quadra. Pena que o mesmo Espírito não perdure na permanência da Vida.
    Te auguro um excelente e Feliz Natal.

    Abraço
    SOL

    ResponderExcluir
  35. Hola, buenas tardes Silo. Nos dejas un bonito poema propio de Navidad. Me ha encantado.

    Te dejo mis mejores deseos para estas fiestas navideñas y para el año nuevo que ya llama a la puerta; que te sea muy venturoso y todos tus sueños se realicen.
    Gracias por tu huella en mi espacio que alguna vez me hizo sentir feliz. Oajalá en adelante pase lo mismo. Hasta otro momento si Dios quiere.


    ResponderExcluir
  36. Maravilhoso poema de Natal.
    Para si e para a sua familia desejo um Natal muito Feliz e um excelente Ano Novo.
    Um grande abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  37. A passar para desejar um Feliz Natal extensivo a toda a família.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  38. https://poemasdaminhalma.blogspot.com/
    Olá amigo Laerte!
    Que magnífico e majestoso poema de Natal, belíssimo,fascinante e moroso. Tudo o que digamos deste dia sem igual, é o Deus Menino, é a festa de Natal.
    Feliz Natal, com muito amor, paz e harmonia, junto de todos os seus que mais ama.
    Abraço amigo.
    Luisa

    ResponderExcluir
  39. Amigo Laerte o meu sentimento no que respeita ao Natal se aproxima muito com o que tu dizes na introdução de teu excelente poema "NATAL É TEMPO DE LUZ". Como ocorreu contigo, também eu tive os ensinamentos da família de que o Natal está ligado ao Menino Jesus e à Virgem Maria (essa imagem esteve sempre em alguma peça das casas de minha infância. Ainda hoje sinto o Natal dessa forma, e também da forma que está no teu belo poema, que se inicia com estes inspirados versos:

    "Natal, é tempo de luz,
    De regozijo, de paz,
    De fé, da festa que traz
    O Deus Menino Jesus!
    É um tempo que a alma induz
    Ao perdão e ao dom do amor.
    Seja do jeito que for
    Esse amor, por ser divino,
    É graça! É de Deus Menino,
    Jesus Cristo Redentor!"


    Laerte amigo e poeta que integra a Academia Catarinense de Letras, desejo a ti, a tua esposa Sandra e ao filhote Arthur um feliz Natal e um 2019 com muito amor, paz, alegria. E muita poesia.
    Um abração
    Pedro

    ResponderExcluir
  40. Oi, Laerte, lendo teu belo texto, lá em cima, destaco uma frase muito verdadeira:
    Então, ao meu sentir, Natal, são sentimentos familiares.

    Não tem como discordar, são sentimentos familiares antes de tudo, assim fomos educados, lá na infância. Mudou nosso Natal, não pela festa do nascimento de jesus, mas pela nossa cabeça que amadureceu, não é mais a mesma da infância, agora tem outras preocupações, não de receber, mas preocupados estamos em dar, em sermos solidários, em afetos. Por isso em cada blog lemos o Natal de nossa infância, aquele que nos marcou; aquele dos presentes na janela deixados pelo velhinho. Enfim, outros tempos, de filhos, passamos a pais.

    Teu poema é belíssimo, e destaco um dos versos:

    No Natal sinto-me luz!
    No Natal sinto-me santo
    Sendo só alma, no entanto,
    Sou homem como Jesus:
    Tenho prazer, tenho cruz,
    Tenho família e amor.
    Tenho paixões. Tenho dor...


    Querido amigo, deixo meus votos de um lindo Natal e um grande abraço a ti, à Sandra e Arthur, e um 2019 muito feliz, com muitas realizações.
    Taís

    ResponderExcluir
  41. Uau! Isto, o poema do admirável Laerte, acima, só pode mesmo ter vindo do fundo da Alma. Fantástico e não digo mais nada, salvo deixar os meus votos de:

    Feliz Natal e de excelente Novo Ano de 2019

    VB

    ResponderExcluir
  42. O Natal dos sonhos é aquele que idealizamos no espírito, sentimos no coração e partilhamos na solidariedade! Obrigada pela amizade e carinho nestes meses. Que a magia da noite de Natal transforme os teus sonhos em realidade! FELIZ NATAL <3

    ResponderExcluir
  43. Laerte, Um Santo e Feliz Natal e Um 2019 com tudo de Bom.
    Um Abraço

    ResponderExcluir
  44. Olá, Laerte!

    Paraíso na Terra, parece-lhe...pois foi mesmo um dos Paraísos na Terra que já pisei.
    Há mais...lugares assim.
    Fotografia é mais bonito que a realidade! dizia seu avô
    Nalguns casos poderia ter razão, sim.

    Lógico que quando o lugar é demais - lindo, lindo!..é mais fácil captar belas imagens
    Em breve farei um post só, sobre minhas fotografias
    depois o convido para ver.

    Feliz Natal e Próspero Ano Novo - são também osmeus votos!
    Obrigada pela visita e comentário.

    Grande abraço da Tulipa/Kalinka

    ResponderExcluir
  45. Caro amigo, Laerte, tenho andado um bocado desleixado, em letargo sáurio outonoinvernal. Isso não me desculpa perante os outros, mas tenho-me desculpado a mim próprio pelas arritmias. O que não quer dizer que não deva pedi-las.
    Venho a correr, para agradecer a sua presença no meu postigo e desejar-lhe a si, familiares e amigos, felizes festas natalícias e um ano novo brilhante de êxitos e trabalho. E muita saúde, porque sem ela "é uma gaita": a gente arrefece...
    Voltarei,
    Grande abraço,

    ResponderExcluir
  46. Fantástico, adorei o seu texto e poema!
    Muito obrigada, tocou-me no coração! Queria que o pároco da minha paróquia tivesse me transmitido no sermão da missa do galo esse sentimento de Natal que me transmitiu agora com suas palavras! Grande poeta!! Abraço

    ResponderExcluir
  47. Olhe, eu gostei muito do seu poema.
    Continuação de Boas Festas
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  48. Estimando que tenha passado um Natal muito feliz, junto dos que lhe são mais queridos, Laerte, passo a desejar a continuação de Festas Felizes!
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderExcluir
  49. Mais 365 dias de novas oportunidades estão a nossa espera no ano que está chegando e que todas as realizações alcançadas neste que está quase terminando sejam apenas sementes plantadas que serão colhidas com todo amor no Novo Ano que está por vir, espero que nos encontremos muito em 2019...


    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  50. Feliz Año Nuevo!!!! Saludos desde México

    ResponderExcluir

  51. Um Ano Novo especial para si, seus amados~

    e para a humanidade. 🍀🍀🍀

    Abraço cordial, Laerte.
    ~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  52. Continuação de Felizes e santas Festas Natalícias!
    Votos de um Bom Ano de 2019, sobretudo repleto do bichinho do Amor!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  53. Para si e para a sua família desejo um magnifico Ano Novo, pleno de alegrias, saúde, sonhos realizados, paz e amor.
    Um abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir

  54. Caro Laerte, esse poema ficou lindíssimo, a partilha de sentimentos que nós conhecemos desde a infância e que eu acho que tivemos sorte em ter conhecido
    porque essa história do menino Jesus é belíssima, ela é a proteção da infância, a fraternidade, a aceitação de um filho que não se sabia muito bem de quem era ?! quando as mulheres eram apedrejadas por alguma conduta que poderia ser reprovada, quando as crianças eram tantas que ninguém se importava muito com elas, quando a igualdade entre os homens aceitava os mestres e os escravos,
    enfim um sem fim de modelos novos na sociedade que ainda hoje nos aquecem a alma !
    então ficou muito bonito, essa mãe honrada que nos protege e que queremos que seja nossa, mãe de todos os irmãos, incluindo Jesus :)

    gostei imenso, e lembro-me do poema também de Fernando Pessoa

    muito carinhoso !

    https://www.youtube.com/watch?v=sTwcoBvA3nU

    abraços
    votos de Bon Ano 2019
    Angela

    https://poesiesenportugais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  55. Hoje passei para lhe deixar um abraço e desejar um ano 2019 muito feliz

    ResponderExcluir
  56. Um dia inteirinho repleto de ternura, de doçura, de alegrias, amor e muita luz. ♥Feliz 2019 \o/

    ResponderExcluir
  57. Olá, estimado amigo!

    Sei k já comentei esse seu post, e hoje venho saber de seu natal e passagem do ano.
    Espero k ambos tenham sido bons, em verdade e alegria.
    Aguardando novo post.

    FELIZ E AGRADÁVEL ANO NOVO.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  58. Olá de novo
    Vim desejar um 2019 cheio de saúde, amor e paz
    Um forte abraço

    ResponderExcluir
  59. Simplesmente emocionada com a intensidade e sensibilidade desse lindo poema!
    Beijos e um ano novo de muita paz e realizações!

    ResponderExcluir
  60. Olá Laerte, neste novo ano te desejo , (como manda a tradição)que ele te seja pródigo em tudo o que ambicionas, e continue a abençoar-te com essa inspiração desmedida!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  61. Viva, Laerte!

    Venho desejar-lhe um Ano com saúde e alegria.

    Abraço

    Olinda

    ResponderExcluir
  62. Laerte, passei para lhe desejar uma excelente semana.
    Um abraço
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  63. Laerte, desejo-lhe um 2019 cheio de saúde e felicidade.
    Estive ausente em viagem, mas estou finalmente, de volta.
    Convido-o a ler o último capítulo de Um Oceano entre nós
    Espero que goste.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  64. Adoro a época de Natal!
    r: Muito obrigada pelas palavras tão bonitas e de força. Beijinhos

    ResponderExcluir
  65. Amigo Que belo é o seu poema para celebrar o Natal!
    Fiquei muito emocionada,pelas suas lembranças da infância.
    Também me sensibilizou o facto de ter citado o nosso Fernando Pessoa:bem haja.
    Feliz 2019.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderExcluir
  66. Aproveitando, que passei por aqui... reli, esta belíssima publicação... reforçando os meus votos de um muito feliz 2019, para o Laerte, bem como para todos os seus... e aproveitando para deixar um grande abraço, e os meus votos de um bom domingo, e uma excelente semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  67. Ora viva, Amigo Laerte!
    O quanto eu ando atrasado! Não tenho renas, é modernidade que não me toca. Apesar de tudo, é tanto, prefiro o Menino Jesus.
    Gostei de ler as considerações que fez e o do poema que transmitem o valor genuíno do Natal.
    Espero que tudo esteja bem por aí. Com saúde, acima de tudo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  68. Realmente lindo. Muitas bençãos para você e sua família.Obrigada pelos gentis comentários em meu blog.

    ResponderExcluir