Linguagem[+]

quinta-feira, 30 de março de 2017

DUCENTÉSIMA QUINQUAGÉSIMA PRIMEIRA PROCISSÃO


Música: Maestro José Ribeiro (Zezinho) - Stagium10
Letra: Laerte Tavares.
   Feita uma elegia ou nênia de um poema narrativo encenado, eis no dia dois de abril, domingo, a nossa ducentésima quinquagésima primeira procissão da Imagem do Senhor Jesus dos Passos, escultura mítica, mística e milagrosa esculpida em meados do século XVIII pelo grande santeiro baiano Francisco Chagas (-“o Cabra, como à atribuição de hoje, - “o cara” – gênio). Essa procissão, com títulos de Bem Cultural do município e de Patrimônio Cultural do Estado, está para auferir, no ano em curso,  o título de Patrimônio Imaterial do Brasil, outorgada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.
    Colaborei com obra, que ainda se encontra no prelo, narrando em versos a viagem marítima da imagem do Senhor, tendo destino diverso e que por acaso ou desígnio divino, ficou  em nossa antiga Vila do Desterro, cujas pesquisas históricas estão a contribuir à láurea da insigne celebração que será auferida à Procissão secular em seus duzentos e cinquenta e um anos de existência.
   Ressalto, que a referida procissão é mantida pelo povo em uníssono com a Irmandade do Senhor Jesus dos Passos, da qual sou um dos irmãos, dentre os mais de mil membros, que além desse patrimônio, administram também o Imperial Hospital de Caridade, um dos maiores complexos hospitalares da Capital Catarinense, tendo uma das melhores UTIs coronarianas do sul do país. Para tanto, os recursos que o mantém, advém de doações espontâneas de irmãos; entidades beneficentes; instituições filantrópicas nacionais e internacionais; empresas privadas e públicas; de governos; do povo e sociedade em geral.
   Nosso serviço voluntário é amplo, geral e irrestrito. Há membros a trabalhar em setores das mais diversas atividades, que ajudam ao equilíbrio financeiro e a garantir o atendimento à demanda exigida para o atendimento de qualidade ao cidadão. Tem quem colabore na fabricação de velas, até ao atendimento ambulatorial e visitas aos pacientes, bem como um padre capelão só a esse fim. Há equipe de senhoras leigas da sociedade que se dispõem a confeccionar paramentas ao culto ou vestuários para doações, – isso para exemplificar a intensa e imensa gama de atribuições específicas.
    Houve um tempo, em que no âmbito do complexo criavam-se porcos e galinhas para a alimentação dos pacientes, funcionários e corpo clínico. Prática essa que se perdeu ao passar dos anos por questão sanitária e posteriormente por razões do modus vivendi.
   Isso posto, convidamos aos amigos e leitores a se fazerem presentes a este grande evento e a conhecerem um pouco do excelente trabalho realizado neste importante espaço.
   Veja programação no site do Imperial Hospital de Caridade:
IMPERIAL HOSPITAL DE CARIDADE

Laerte.











Capa do livro referido, no prelo, cuja renda será totalmente revertida à Irmandade do Senhor Jesus dos Passos.

13 comentários:

  1. O Senhor dos Passos também é celebrado aqui em Macau.
    Aquele abraço, bfds

    ResponderExcluir
  2. Junto a grande homenagem que o povo presta ao Sr Jesus dos Passos, também está o respeito e as memórias das tantas pessoas responsáveis por esta extraordinária criação, talvez não tão conhecidas, mas que você Laerte descreve bem nos seus tantos registros. Como o legado de Joana de Gusmão, principal personagem desta criação - irmã de Bartolomeu um destaque mundial pela criação do aeróstato e Alexandre, ministro do Rei, pelas estratégias de encaminhamento dos Açorianos para cá. A fundamental luta de Joaquim, que junto a Joana, foi responsável pelo grandioso hospital que hoje atende milhares de pacientes de todo o país fazendo jus à dedicação daqueles que doam um pouco de si para que tudo se mantenha. Parabéns a você Laerte pelo trabalho de resgate histórico, e à cidade.

    ResponderExcluir
  3. Também em Portugal existem várias procissões do Senhor dos Passos e a imagem existe em várias igrejas. Lembro em especial as duas que mais me impressionaram, em Ponte de Lima, e no Senhor Jesus do Carvalhal.
    A musica emociona. É linda.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  4. Trabalho meritório.
    Abraço de parabéns, Laerte.

    ResponderExcluir
  5. O Senhor dos Passos é muito especial para mim. Apreciei esse pedacinho de procissão e quero felicitá-lo pelo livro e por fazer reverter a renda do mesmo a favor da Irmandade. Deus o abençoe.

    Isabel Gomes

    ResponderExcluir
  6. Será um culto que remonta à colonização açoriana?
    Gostei de ler e conhecer as referidas tradições e do espírito de cidadania entre os crentes.
    Por aqui, em terras do reino de «Al-Gharb» vive gente «herege, com uma costela moura», como afirmava a minha mãe açoriana.
    A sua colaboração é muito meritória...
    Saúde e dias plácidos felizes.
    Abraço amigo.
    ~~~~~~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O culto vem de raízes açorianas e o altruísmo vem do "continente" português em que uma beata de nome Joana de Gusmão, brasileira com dois irmãos brasileiros e ilustres, um Bartolomeu inventor do aeróstato em Portugal, outro Alexandre, ministro do Rei de Portugal, que arquitetou a vinda dos açorianos para cá com a finalidade de adensar a população portuguesa no sul, onde só viviam espanhóis, sendo amiga da princesa Bárbara, conseguiu para o Brasil algumas Santas Casas de Saúde. Para nossa ilha, depois de viúva e vestir o hábito de irmã, ela veio e criou o nosso Imperial Hospital, participando da Irmandade que eu participo.
      Quanto aos hereges, cá também há e nós convivemos tolerantemente com esses espíritos, pois sabemos que a eles é moda e bonito ser agnóstico ou ateu - é culto, é nobre, é cultural, é divino no sentido do agnosticismo. E Majo, lembre que “não é dado ao saber humano, conhecer a extensão da sua própria ignorância”. Grande abraço e minha gratidão. Laerte.

      Excluir
  7. Olá Laerte
    A fé, a religiosidade enfim reconhecidas merecidamente como Patrimônio Imaterial. Enfim uma notícia que muito nos alegra
    Gostei de conhecer sobre o voluntariado e as obras realizadas
    Um abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  8. Postagem cheia de fé amei, uma semana abençoada para você,
    obrigado pela visita,
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  9. Este é o homem de muito braços, sempre solidário, e de fé inamovível.
    Depois quero conhecer o livro, ainda que já conheça a sua verve.
    Forte abraço,

    ResponderExcluir
  10. Gosto de saber que em muitos lados se mantém acesa a chama da fé e do amor. Bem-aventurados os que mantém vivas as tradições de religiosidade.

    Grata por sua visita e votos de Boa Páscoa; igualmente a você uma Santa e Feliz Páscoa.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Laerte, que grande pessoa eu descubro pelo que partilhas!!!
    Parabéns, em toda a linha!!!
    (Na minha cidade também se leva a efeito esta procissão)
    BJo, amigo :)

    ResponderExcluir
  12. Parabéns por tal extraordinario trabalho.
    Levou-me a Moreira, a minha terra Natal, quando sendo criança presenciava a procissão do Nosso Senhor dos Passos. Numa ocasião até participei, por promessa da minha avó, e vestir de anjinho.
    Abraço

    ResponderExcluir