Linguagem[+]

domingo, 5 de junho de 2016

DIA DA ECOLOGIA COMEMORADO ANUALMENTE EM CINCO DE JUNHO

foto: web

A NATUREZA 

Fogo, terra, ar ou vento,
Água, Tau, e o que tem
A natureza, convém
Ao homem como elemento
Natural, a ter assento
No Panteão dos eleitos
Do equilíbrio e efeitos
Benéficos à natureza
Qual penhora da certeza
Que não seremos rejeitos.

Tão doce uma mata amena,
Um riachinho dourado
Com um arbusto do lado
Ou uma plantinha pequena
Dando vida a certa cena
Do ambiente natural,
Quer vegetal ou animal.
Faz parte da raça humana,
O tal meio donde emana
O equilíbrio ambiental.

As folhas caem no outono
Para o Sol dar luz à terra.
A natureza não erra,
Deixando o Sol ser o dono
Do solo no inverno. E o sono
Do verão à primavera
Só depois da nova espera
Das folhas, flores e frutos
Saírem dos galhos brutos.
E volta tudo ao que era...

Mas se o homem desmatar?
Se não cuidar do ambiente?
Se for com o meio imprudente?
Se poluir todo o ar?
Se tudo isso ele causar,
O planeta todo aquece
E o que nos dá de benesse
Poderá dar de castigo
Natural. E o Deus amigo
Não ouvirá nossa prece. 

Seria o homem predador
A devorar a si mesmo
Por usar, do mundo, a esmo
Tudo dele e sem pudor,
A achar-se superior
Ao todo que o rodeia
Como dono da cadeia
Alimentar, e do mundo?
Pobre homem moribundo,
Vai colher o que semeia.



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário